Rio Estige

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rio Estige

Mensagem por Narrador em Seg Dez 24, 2012 3:04 pm

O Rio Estige é o principal e mais famoso rio do submundo.Suas aguas são negras e turbulentas, e queimam como ácido.Mas alguns destemidos(ou tolos) semideuses, se banham nesse rio.A maioria morre, mas alguns sobrevivem, pela sua coragem, resistencia e determinacão.Os que sobrevivem, se tornam quase invulneraveis, sua pele se torna resistente como ferro, tiros, impactos e golpes praticamente não te afetam, a não ser em um ponto escolhido por eles, que os ancoram ao mundo mortal, e, se alguem acertar esse ponto, os portadores desse poder morrem.Esse poder e chamado de Maldição de Aquiles.Porem, para se banhar, o semideus precisa da autorização de Hades, e da benção de seu progenitor.Apenas uma pessoa pode se banhar por mes, e e necessario estar no minimo, no lvl 15.

Narrador
Mortos
Mortos

Mensagens : 141
Data de inscrição : 24/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Gwen Tommien em Sex Jan 11, 2013 12:05 pm

Eu estava quase inconsciente disso que eu iria fazer. Eu via as coisas mais na entravam na minha cabeça, eu tinha ficado anestesiada de tudo. Eu estava voltando de táxi da casa da minha mãe, em Nova York. Tinha acabado de conseguir sua benção. Ela estava resignada até então mais no fim deu tudo certo. Eu havia também conseguido a permissão de Poseidon, então estaria bem. Ou não. Eu sabia que Chuck, meu cão infernal, estaria me seguindo. Meu destino? A Porta de Orfeu e se eu tivesse que escolher um caminho, com certeza seria esse.

Desci na entrada do Central Park. Mais fundo eu consegui avistar as tais pedras que eram a entrada. Sempre pensei que fosse uma brincadeira, deveriam ser mais luxuosas, mais tudo bem. O que me contam as histórias também é que precisaria de música para abrir. Bem, eu não cantava tão mal. Pensei em uma das músicas que eu gostava e me veio da mente uma do The Black Keys, I Got Mine. Comecei em uma versão mais lenta e as rochas começaram a tremer. Parecia estar funcionando. Fui aumentando a velocidade da música até ela se tornar animada. Por fim as pedras se abriram totalmente, revelando uma escada íngreme.

Chuck foi à frente e eu queria que tivesse sido ao contrario, para eu não voltar. Coisa que eu estava quase fazendo. Minhas pernas bambeavam em todo o trajeto e em momentos eu comecei a esquecer do motivo real para eu estar ali. Depois de algum tempo andando, mais ou menos uma hora, por aquele caminho estreito, chegamos ao destino. O rio estava ao lado direito, correndo daquele jeito assustador. Chuck começou a pular feliz de um lado para o outro por estar em casa.

Cai sobre minhas pernas na praia, as margens do rio. Eu precisava fazer aquilo mais era tão perigoso. O que me deu a ideia de fazer isso? Eu poderia morrer e ia ficar fraca para sempre... Era isso! Eu não queria ficar fraca, eu não poderia. Eu deveria proteger aqueles que eu amava, mais para isso... Olhei para o rio. Era agora ou nunca. Levantei-me e segui até quase encostar na água negra. Suspirei profundamente e coloquei o primeiro pé. Meus olhos se esbugalharam e eu cai, me afundando no rio.

Imagina uma dor, a pior dor que você já sentiu. Não vai chegar aos pés do que é mergulhar no Estige. Parecia que eu tinha caído em ácido, todo o meu corpo parecia que iria dissolver. Meus nervos dançavam com a dor e minha alma ia derretendo diante dos meus olhos. Comecei a me desesperar. Eu também estava perdendo o ar que tinha acumulado. Era agora que eu iria morrer. Sem ninguém ver e saber que isso aconteceu. Eu afundava cada vez mais e depois comecei a me lamentar: eu queria tanto ajudar meus amigos. E as imagens deles começaram a passar, um por um, em momentos engraçados. E então eu lembrei por que estava ali, lembrei qual era o meu destino.

Brit, Jay, Will, meu pai, minha mãe, Devin, Bekah. Todos eles e os outros, eu queria protege-los. E foi como se um anzol estivesse sido preso ao meu ponto vulnerável em que eu estava me concentrando. Comecei a ser puxada para cima e agora era só esperar se eu iria sair dessa com vida.


------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Gwen Tommien
Senhora do Tempo || Guardiã de Éter || Prole de Eros
@thanks
avatar
Gwen Tommien
Filhos de Eros
Filhos de Eros

Mensagens : 164
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Level: 65
Energia:
750/750  (750/750)
HP:
750/750  (750/750)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por William C. Mortimer em Sex Jan 11, 2013 12:39 pm

Gwen, eu gosto muito de voce, mas nao gostei nadinha do seu post...Voce vai perder seus leveis, e itens, pois morreu na tentativa...Mas continuara como filha de Eros e nos grupos extras...

PEGADINHA DO MALANDRO!VOCE FOI UMA DAS POUCAS QUE SOBREVIVEU AO ESTIGE!VOU ATUALIZAR SUA FICHA, MAS PRECISO QUE ME MANDE UM MP COM SEU PONTO FRACO(JA EXPLIQUEI OS MOTIVOS).GRATO, E PARABENS!

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

"Ela não é
Do tipo de mulher
Que se entrega na primeira
Mas melhora na segunda
E o paraíso é na terceira
Ela tem força
Ela tem sensibilidade
Ela é guerreira
Ela é uma deusa
Ela é mulher de verdade..."
BIA I LOVE YOU S2

Diretor Geral da Confraria - Senhor da Mente - Rei das Ilusoes - Cavaleiro Supremo de Hestia - Bia's Boyfriend - Lider dos Devotos de Hera - Son of Dionisio - Imortal - Residente no Monte Olimpo, Mansao Mortimer, Alameda Solar, 512 - Fake do lindao do Apolo - Deus das Cantadas

"A mente e a maior das armas e o mais poderoso escudo" - William Carter Mortimer

"Para que espadas e outras armas tolas quando se possui a mente como forma de ataque e defesa?Para que saltos e movimentos inuteis, quando se pode derrotar um inimigo, e tortura-lo sem erguer um dedo?Para que outros meios de lutar quando se possui o PODER DA MENTE?" - William Carter Mortimer
avatar
William C. Mortimer
Cavaleiros de Héstia
Cavaleiros de Héstia

Mensagens : 126
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 19
Localização : Atras de voce, ou nao, provavelmente uma ilusao

Ficha do personagem
Level: 40
Energia:
490/490  (490/490)
HP:
490/490  (490/490)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por William C. Mortimer em Sex Jan 11, 2013 12:40 pm

Gwen, eu gosto muito de voce, mas nao gostei nadinha do seu post...Voce vai perder seus leveis, e itens, pois morreu na tentativa...Mas continuara como filha de Eros e nos grupos extras...

PEGADINHA DO MALANDRO!VOCE FOI UMA DAS POUCAS QUE SOBREVIVEU AO ESTIGE!VOU ATUALIZAR SUA FICHA, MAS PRECISO QUE ME MANDE UM MP COM SEU PONTO FRACO(JA EXPLIQUEI OS MOTIVOS).GRATO, E PARABENS!

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

"Ela não é
Do tipo de mulher
Que se entrega na primeira
Mas melhora na segunda
E o paraíso é na terceira
Ela tem força
Ela tem sensibilidade
Ela é guerreira
Ela é uma deusa
Ela é mulher de verdade..."
BIA I LOVE YOU S2

Diretor Geral da Confraria - Senhor da Mente - Rei das Ilusoes - Cavaleiro Supremo de Hestia - Bia's Boyfriend - Lider dos Devotos de Hera - Son of Dionisio - Imortal - Residente no Monte Olimpo, Mansao Mortimer, Alameda Solar, 512 - Fake do lindao do Apolo - Deus das Cantadas

"A mente e a maior das armas e o mais poderoso escudo" - William Carter Mortimer

"Para que espadas e outras armas tolas quando se possui a mente como forma de ataque e defesa?Para que saltos e movimentos inuteis, quando se pode derrotar um inimigo, e tortura-lo sem erguer um dedo?Para que outros meios de lutar quando se possui o PODER DA MENTE?" - William Carter Mortimer
avatar
William C. Mortimer
Cavaleiros de Héstia
Cavaleiros de Héstia

Mensagens : 126
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 19
Localização : Atras de voce, ou nao, provavelmente uma ilusao

Ficha do personagem
Level: 40
Energia:
490/490  (490/490)
HP:
490/490  (490/490)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por James Di Angelo em Dom Fev 03, 2013 5:41 pm

Eu estava consciente do que iria fazer, era uma coisa assustadora mais era necessário se eu quisesse proteger as pessoas que amo, estava e um táxi indo em direção ao píer de Santa Monica, já havia conseguido a benção de minha mãe agora só faltava uma parte mais perigosa, ir ao mundo inferior, sigo em busca a Rua Valencia Boulevard. Logo a encontro e fico a frente dos estúdios .M.A.C. entro no saguão e sigo até o balcão onde se encontrava um homem forte e de terno preto e óculos escuros e falo:

- Boa tarde senhor Caronte.

- Boa tarde, que bom que o senhor não é como os outros que vem aqui e me chamam de Quiron.

Falo com um pouco de sarcasmo na voz e com uma careta de duvida.

- Como podem chama-lo de Quiron? Você não é um centauro, é um senhor muito bem vestido com esse terno.

- Em que posso ajuda-lo senhor?

- Quero ir ao mundo inferior senhor caronte.

Ele me observa dos pés a cabeça e deu uma cheirada em minha direção e fala:

- Você não está morto senhor.

- Mais tenho que ir ao mundo inferior senhor Caronte.

- Morra e volte aqui ai poderá ir ao mundo inferior.

Chamo-o para ficar mais próximo de mim e falo no seu ouvido:

- Que tal uma boa grana?

Ele ergue uma sobrancelha e fala:

- O que eu quero o senhor não tem imagino.

Retiro do bolso cinco dracmas de ouro e jogo na mesa, ele olha e dá um sorriso largo e fala:

- Hora Hora Dracmas de ouro, pena que você não tenha mais.

Ele tenta pegar os dracmas mais ponho a mão em cima dos mesmos e falo:

- Calma ai senhor tenho mais, se você fizer com que eu vá ao mundo inferior poderá ter muito mais desses.

Ele corça a cabeça e fala:

- Tudo bem mais pagamento adiantado.

- Claro senhor.

Retiro da bolsa que carregava nas costas um saco com uma boa quantidade de dracmas, aproximadamente duzentos e falo:

- Ai está duzentos dracmas, há e pode ficar com os cinco como gorjeta.

- Venha comigo senhor.

Abrimos caminho sobre os espíritos e logo estávamos no elevador e ao que parecia descendo, e em um piscar de olhos já estávamos em uma espécie de balsa e caronte havia mudado de forma, usava uma espécie de manto preto e não havia olhos e sim só os buracos com uma escuridão extrema, eu olhava para o estigi ao nosso redor e via várias coisas sobre o mesmo, lixo para ser mais especifico ele me deixa na areia da praia próximo ao rio e fala:

- Tenha uma boa morte senhor, acho que seja difícil ter uma boa morte aqui mais fazer o que não é.

Logo o mesmo sai com a balsa e eu me deparo com o meu destino que era incerto, não sabia se teria sucesso ou se era a morte que iria me levar, então começo a pensar nos motivos que me faziam e ainda teria para que eu fizesse o que estava prestes, começo a lembrar de Larissa e de seu sorriso e de meu filho meu irmão Geovane e minha mãe e amigos, todas essas pessoas eram importantes para mim inclusive Larissa e meu filho, já decidir sobre que fazer e estava a poucos passos da água do rio e começo a andar em sua direção sem nem por um instante tirar da cabeça o motivo que estava fazendo aquilo tinha que protege-los, me concentro em meu ponto que iria me ligar ao mundo mortal, então entro na água comecei a pensar em uma corda presa ao meu ponto vital e ao rio, quando toco nas águas do rio logo sinto muita dor e caio, imagina mergulhar em uma cratera de um vulcão em erupção com ácido misturado isso não é nada comparado a mergulhar no estige, se você multiplicar por cem talvez, eu digo só talvez você possa ter uma ideia do que é dor de verdade, imediatamente a correnteza começa a me puxar para o fundo e cada parte do meu corpo queimava parecendo que os membros do iriam se soltar a dor era tão forte que parecia que minha alma estava sendo puxada de mim, logo começa a passar um filme em minha mente dos momentos bons com minha esposa com meu filho e amigos, momentos em que estávamos sorrindo e por incrível que pareça eu me via criança ao lado de minha mãe, tudo isso vinha e se ia muito de pressa como se eu estivesse perdendo tudo então vejo Larissa falar com seu lindo sorriso ‘’te amo’’ isso me deu força para lutar pela vida, Larissa volta a falar só que dessa vez com um tom de voz preocupada ‘’amor a corda que liga o ponto fraco a vida’’ começo a sentir como se estivesse sendo puxado, estava subindo de volta a superfície agora era só esperar para ver se eu conseguiria sobreviver.


------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Acões - Minhas falas - Falas alheias


Minha força não está na solidão, não tenho medo de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite
avatar
James Di Angelo
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 118
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Level: 31
Energia:
395/395  (395/395)
HP:
395/395  (395/395)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por William C. Mortimer em Qua Fev 06, 2013 8:23 am

Bem, muitos erros gramaticais, porem, seu post ficou razoavelmente bom, por isso, voce foi aceito!Favor, me mandar uma MP com o seu ponto fraco, para eu saber, em algum treino ou missao, se ele foi acertado, o que resulta em morte.

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

"Ela não é
Do tipo de mulher
Que se entrega na primeira
Mas melhora na segunda
E o paraíso é na terceira
Ela tem força
Ela tem sensibilidade
Ela é guerreira
Ela é uma deusa
Ela é mulher de verdade..."
BIA I LOVE YOU S2

Diretor Geral da Confraria - Senhor da Mente - Rei das Ilusoes - Cavaleiro Supremo de Hestia - Bia's Boyfriend - Lider dos Devotos de Hera - Son of Dionisio - Imortal - Residente no Monte Olimpo, Mansao Mortimer, Alameda Solar, 512 - Fake do lindao do Apolo - Deus das Cantadas

"A mente e a maior das armas e o mais poderoso escudo" - William Carter Mortimer

"Para que espadas e outras armas tolas quando se possui a mente como forma de ataque e defesa?Para que saltos e movimentos inuteis, quando se pode derrotar um inimigo, e tortura-lo sem erguer um dedo?Para que outros meios de lutar quando se possui o PODER DA MENTE?" - William Carter Mortimer
avatar
William C. Mortimer
Cavaleiros de Héstia
Cavaleiros de Héstia

Mensagens : 126
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 19
Localização : Atras de voce, ou nao, provavelmente uma ilusao

Ficha do personagem
Level: 40
Energia:
490/490  (490/490)
HP:
490/490  (490/490)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Laura Beauté em Sab Mar 09, 2013 7:53 pm

Era um dia chuvoso, alguns campistas corriam pela chuva. Eu olhava janela, encarando a floresta.
‘‘Tem certeza? ’’ – Perguntei a mim mesma
Eu sabia que aquilo era muito perigo e se eu cometesse um pequeno erro eu viraria pó. Mas se eu não fizesse aquilo poderia ser tarde de mais, precisava ser forte para enfrentar grandes perigos que estavam por vim. Arrumo minhas coisas, visto uma jaqueta preta e faço um trança em meus cabelos dourados.
Vou até o banheiro, lavo meu resto e por alguns segundos fico encarando o meu reflexo no espelho.
‘‘Absoluta’’ – Respondo a mim mesma
Saio rapidamente do chalé e vou até os estábulos após um tempo escolhendo um Pégaso finalmente acho um Pégaso branco lindo, faço um pequeno carinho sem seu nariz e digo:
-Para Beverly Hills, amigão!
Subo em cima dele e instantaneamente levantamos voo, a viagem duraria pouco mais de 1h. Nesse tempo fico pensando sobre o que deveria fazer, antes de qualquer coisa deveria conversar com meu pai. Finalmente chegamos e o Pégaso me deixou em um beco escuro a algumas quadras da minha antiga casa.
- Fiquei aqui! – Ordeno ao Pégaso
Saio do beco e me deparo com alguns lugares familiares, vejo uma das minhas lojas preferidas onde eu havia passado horas comprando roupas com meu pai, tudo o que eu via me fazia suspirar em agonia.
Após alguns minutos vendo alguns lugares mais importantes da minha infância chego a uma grande mansão. Respiro fundo e toco o interfone.
- Quem é? – Disse uma voz familiar
- Quero falar com o Dr. Beauté! – Digo
- Quem gostaria? – Disse o segurança
Respiro fundo e digo:
- Diga a ele que é a filha dele!
Ele surpreso diz:
- Laura?
O portão abre, caminho um pouco pelo jardim e vejo o nosso antigo segurança.
- Laura! – Ele vem correndo e me abraça
- Oie Peter! – Digo a ele
- Nós achamos, digo, seu pai achou que você havia sido morta pelo aquele ladrão!
Lembrei-me do dia que um ciclope atacou a minha casa, foi naquele dia que eu havia descoberto ser uma meio-sangue. A Névoa havia feito que todos pensassem que foi um ladrão que havia invadindo minha casa.
- Peter preciso falar com papai! – Digo angustiada
- Ele está lá dentro!
Eu sabia que devia dar muitas explicações a Peter e meu pai. Sigo Peter até a casa e lá na sala, sentado estava meu pai.
- Papai! – Grito e começo a correr em sua direção
Ele me olha surpreso e diz:
- Laura minha filha é você mesmo? É você?
Com algumas lagrimas no rosto digo:
- Sim papai sou eu!
Nós ficamos alguns minutos abraçados, finalmente digo:
- Pai, eu voltei para lhe pedir algo!
- Você não vai voltar? – Diz ele espantado
- Papai, eu não posso!
Ele me abraça, enxuga uma lagrima e diz:
- E o que você precisa filha?
- Seu sua benção! – Digo
-Como assim?
Começo a lhe contar sobre tudo começando daquele dia que eu desapareci, conte a lhe sobre os monstros mitológicos, sobre o acampamento e sobre minha mãe ser Afrodite.
Ele pareceu não acreditar, algumas coisas que eu lhe contei ele ficou espantado outras ele deu grandes risadas. Após horas conversando ele diz:
- E por que você quer a minha benção?
- Papai eu não posso ti falar, mas confie em mim!
Eu estava mentindo, pois naquele momento nem eu confiava em mim mesma.
- Tudo bem filha eu lhe dou minha benção! Diz ele
Dei um suspiro aliviada e digo:
- Obrigada papai, eu espero voltar!
Ele fica um pouco confuso ele me abraça.
- Tenho que ir!
- Laura eu te amo muito! – Ele diz
Dou-lhe um beijo e caminho em direção à saída, volto até o beco e vejo o meu Pégaso ali me esperando.
- Amigão, precisamos ir agora para o Central Park!
Ele me obedece e alguns segundos depois estávamos no céu indo em direção ao Central Park. Fico pensando o caminho inteiro se realmente deveria fazer aquilo, tudo o que eu pensava vinha à resposta em minha cabeça.
‘‘Você tem que fazer isso Laura’’. – Sempre dizia isso a mim mesma
Após algumas horas ele pousou no Central Park. Caminho alguns minutos e vejo uma grande pedra redonda. Invoco minha lira e começo a tocar uma canção rápida e agitada, as pedras começaram a tremer, e após alguns segundos as pedras caíram até formar uma pequena fenda por onde eu entrei.
Comecei a caminhar no meio da escuridão, a cada minuto que eu caminhava pelo Mundo Inferior, sentia uma grande angustia em meu coração. Comecei a ouvir um barulho, um barulho parecido com um rio.
‘‘ Não tem mais volta ’’- Digo a mim mesma.
Finalmente chego à frente do rio.
- Não faça isso semideusa! – Diz uma voz atrás de mim
Olho desconfiada e digo:
- Quem é você?
- Sou Aquiles o Grande!
Lembre-me da historia da Aquiles, que ele foi o primeiro herói a se banhar no Rio Estige.
- O que você faz aqui? – Digo
- Eu fico aqui para avisar a todos os heróis para não se banhar nesse rio maldito!
- Mas você não se banhou nele? E sobreviveu?
- Sim Laura, eu me banhei nele e consegui sobreviver, por isso eu aviso esse rio lhe dará um grande poder, mas também uma grande maldição! Você se tornara invencível, mas também mais vulnerável!
- Mas eu tenho que fazer isso!
-Todos os heróis que já se banharem nesse rio disseram que precisavam fazer isso! Muitos deles morreram e agora são fantasmas!
- Aquiles eu preciso fazer isso! – Digo decidida
- Você foi avisada Laura, agora é por sua conta! Eu lhe avisei e se você decidir fazer isso, tenha cuidado!
Aquiles desapareceu, um grande silencio pairou pelo ar. Dei um ultimo suspiro e digo alto:
- É agora!
Quando entrei no rio, senti que estava dentro de puro acido, uma grande dor comecei a sentir e fui levada pela correnteza, a cada metro que seguia pela correnteza sentia que eu estava morrendo, sentia que não era mais humana! Uma voz veio em minha mente:
‘‘Laura eu te amo muito’’.
Era a voz do meu pai, eu não iria morrer naquele rio, eu era mais forte, eu tinha gente que me amava, gente que se importava comigo!
Comecei a lembrar de meus treinos nas arenas, dos meus amigos dos divertidos combates que tive com Cloud e Louis, todos esses sentimentos vieram em minha mente! Por fim lembrei-me de duas pessoas especiais para mim, lembrei-me dos momentos divertidos e engraçados que tive com meu meio-irmão Eros, e do meu melhor amigo Jason. Eu considera Jason como um irmão, ele sempre me protegeu, ele realmente se importava comigo. Respirei fundo e senti que algo estava me puxando para a superfície novamente. Fechei os olhos e vi todos os meus amigos, vi imagens de minhas lutas e combates contra outro semideuses. Uma frase veio em minha mente:
‘‘Eu sou Laura Beauté, filha de Afrodite, Amazona e Musa. Eu vou me tornar uma lenda!’’
Finalmente consegui voltar à superfície, meu corpo estava quente e vermelho!
Saio do Rio Estige e espero um pouco para ver se toda aquela dor e todo aquele sacrifício realmente tinha valido a pena.

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------




            ♥️ Vou mostrar a todos como o amor pode ser desprezível ♥️
♥️ Laura Filha de Afrodite  ♥️
avatar
Laura Beauté
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 113
Data de inscrição : 20/02/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Level: 23
Energia:
200/200  (200/200)
HP:
200/200  (200/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por William C. Mortimer em Sab Mar 09, 2013 7:58 pm

Aceita, aceita, aceita!Maravilhoso post, mesmo com os erros ortograficos!Agora voce deu mais um pasos para se tornar uma Lenda, Laura!

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

"Ela não é
Do tipo de mulher
Que se entrega na primeira
Mas melhora na segunda
E o paraíso é na terceira
Ela tem força
Ela tem sensibilidade
Ela é guerreira
Ela é uma deusa
Ela é mulher de verdade..."
BIA I LOVE YOU S2

Diretor Geral da Confraria - Senhor da Mente - Rei das Ilusoes - Cavaleiro Supremo de Hestia - Bia's Boyfriend - Lider dos Devotos de Hera - Son of Dionisio - Imortal - Residente no Monte Olimpo, Mansao Mortimer, Alameda Solar, 512 - Fake do lindao do Apolo - Deus das Cantadas

"A mente e a maior das armas e o mais poderoso escudo" - William Carter Mortimer

"Para que espadas e outras armas tolas quando se possui a mente como forma de ataque e defesa?Para que saltos e movimentos inuteis, quando se pode derrotar um inimigo, e tortura-lo sem erguer um dedo?Para que outros meios de lutar quando se possui o PODER DA MENTE?" - William Carter Mortimer
avatar
William C. Mortimer
Cavaleiros de Héstia
Cavaleiros de Héstia

Mensagens : 126
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 19
Localização : Atras de voce, ou nao, provavelmente uma ilusao

Ficha do personagem
Level: 40
Energia:
490/490  (490/490)
HP:
490/490  (490/490)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Allan Kennedy em Seg Abr 01, 2013 5:30 am

Quando presenciei
pela primeira vez a imagem do Rio Estige quase desisti de meu objetivo, pois a
correnteza do mesmo rodopiou com objetos estranhos – brinquedos quebrados,
diplomas rasgados, buquês murchos – todos os sonhos que as pessoas tinham
jogado fora quando passaram da vida para a morte. Olhando para a água negra, eu
podia pensar em centenas de lugares onde estar menos aquilo. Eu sabia que seria muito perigoso o
que eu iria fazer, mas eu ainda estava fraco, precisava de mais forças para
ajudar meus amigos, várias guerras viriam e eu teria que estar forte para lutar
nelas.





Olhei seriamente
para o rio, calafrios percorreram todo o meu corpo, eu estava apavorado, mas
então uma onda de coragem percorreu meu corpo, de repente minha mente sabia
exatamente o que fazer, antes de pular ali perto a alguns metros de mim avistei
uma pessoa que na minha opnião era Aquiles, pois ele era alto e moreno,
com uma cara cruel e cheia de cicatrizes, cabelo escuro. Ele vestia uma túnica
branca e armadura de bronze. Ele segurava um elmo de guerra e uma flecha
coberta de sangue saindo da panturrilha esquerda dele, logo acima do tornozelo.
Ele pediu para eu não mergulhar, o rio o tornara forte, mas ao mesmo tempo
fraco, as suas habilidades em combate vão ser maiores do que a dos mortais, mas
as suas fraquezas, suas falhas, aumentarão também.




Então falei para Aquiles:


Eu tenho de fazer isso.


Ele falou então


Herói, se você tem de fazer isso, concentre-se no seu
ponto mortal. Imagine um ponto em seu corpo onde você será vulnerável.







Concordei com a cabeça, então pulei no rio, aquilo era a pior senssação do
mundo, em minha opinião nem acido machucava mais, quando percebi estava
afundando cada vez mais, a senssação de tudo aquilo era de cada nervo
meu corpo queimando. Tudo aquilo dava a impressão do meu corpo estar se
dissolvendo, então do nada comecei a ver o rosto de pessoas importantes para
mim, meu meio irmão Cloud, meu pai Chronos e o rosto de minha namorada Sophia,
que eu amava muito.







Mas depois disso todos do nada começaram a desbotar, a
dor era insuportável minhas mãos e pés estavam derretendo dentro da água, minha alma estava sendo retirada do meu corpo,
eu não conseguia lembrar quem era ou oque estava pretendendo ali. Depois disso
comecei a pensar em tudo e em todos na minha vida patética, e notei que eu não
podia desistir ali eu estava tão perto. De repente eu saltei para fora do rio
meio cambaleante, meio que do nada desmaiei.

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Allan Kennedy

Não tenha medo do que quer desde que esteja disposto a pagar o preço necessário...





[size=14]Ceifadores de Tanatos, Guardiões do Olímpo, Filhos de Chronos,


Allan Kennedy
Filhos de Chronos
Filhos de Chronos

Mensagens : 212
Data de inscrição : 13/01/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Level: 19
Energia:
280/280  (280/280)
HP:
280/280  (280/280)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Convidad em Seg Abr 01, 2013 8:25 am

Reprovado. Seu teste deixou muito a desejar, primeiramente, não narrou o modo que chegou ao Submundo, me deixando muito curioso.

Segundo, não narrou bem a dor que sentia no Estige, faltou detalhes que fizeram seu post menor, e consideravelmente pior.

Terceiro, poderia ter coloca cores nas falas de Aquiles e suas, o jeito como ficou confundiu minha leitura do texto.



ATUALIZADO POR HÉSTIA.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Allan Kennedy em Qua Maio 01, 2013 6:46 pm

Os últimos dias correram como um jato no Acampamento meio-sangue, mas isso não era oque emportava, eu ia me banhar no rio estige, por quê? Não sei, talvez por minha busca por poder, para proteger pessoas qie gosto, não me importo com nenhuma opinião alheia, este era meu objetivo, comecei a caminhar lentamente até a porta de meu chalé, pude ouvir alguns semideuses falando que eu era burro por tentar fazer isso, mas os ignorei, dei um tchau a todos e saí de meu chalé, fui andando até o portão do acampamento, me teleportei para Los Angeles, local onde agora se encontrava o Mundo Inferior.

Em alguns instantes já havia chegado ao lugar, caminhei um pouco e já havia chegado a entrada do Mundo Inferior, avistei Caronte alí por perto, paguei a ele com dracmas de ouro, ele me deixou passar e eu entrei no Submundo, um lugar apavorante, mas não tinha tempo para explora-lo, fui andando com mais rapidez até o Estige e quando presenciei pela primeira vez a imagem do Rio Estige quase desisti de meu objetivo, pois a correnteza do mesmo rodopiou com objetos estranhos – brinquedos quebrados, diplomas rasgados, buquês murchos todos os sonhos que as pessoas tinham jogado fora quando passaram da vida para a morte.
Olhando para a água negra, eu podia pensar em centenas de lugares onde estar menos ali. Eu sabia que seria muito perigoso o que eu iria fazer, mas eu ainda estava fraco, precisava de mais forças para ajudar meus amigos quando fosse necessário.

Olhei seriamente para o rio, calafrios percorreram todo o meu corpo, eu estava apavorado, mas então uma onda de coragem percorreu meu corpo, de repente minha mente sabia exatamente o que fazer, antes de pular, ali perto, a alguns metros de mim avistei uma pessoa que em minha opinião era Aquiles, pois ele era alto e moreno, com uma cara cruel e cheia de cicatrizes, cabelo escuro. Ele vestia uma túnica branca e armadura de bronze. Ele segurava um elmo de guerra e uma flecha coberta de sangue saindo da panturrilha esquerda dele, logo acima do tornozelo.

Ele me disse então:

Não mergulhe, o rio o tornara forte, mas ao mesmo tempo fraco, as suas habilidades em combate vão ser maiores do que a dos mortais, mas as suas fraquezas, suas falhas, aumentarão também.

Então falei para Aquiles:

Eu tenho de fazer isso.

Ele falou então:
Herói, se você tem de fazer isso, não o questionarei, mas que fique bem claro, eu não garanto que você volte.
Concordei com a cabeça.


Então disse-me novamente:
Concentre-se no seu ponto mortal. Imagine um ponto em seu corpo onde você será vulnerável.

Concordei e então pulei no rio, aquilo era a pior sensação do mundo, em minha opinião nem acido machucava mais, quando percebi estava afundando cada vez mais, a sensação de tudo aquilo era de cada nervo meu corpo queimando. Tudo aquilo dava o parecer de que meu corpo estava se dissolvendo, então do nada comecei a ver o rosto de pessoas importantes para mim, meu meio irmão Cloud, meu pai Chronos e o rosto de minha namorada Sophia, que eu amava muito.

Mas depois disso todos os rostos, do nada começaram a desbotar, a dor era insuportável minhas mãos e pés estavam derretendo dentro da água. Minha alma estava sendo retirada do meu corpo, eu não conseguia lembrar quem era ou oque estava pretendendo ali. Depois disso comecei a pensar em tudo e em todos na minha vida patética, e notei que eu não podia desistir ali eu estava tão perto. De repente comecei a nadar para fora do rio, mas infelizmente quando cheguei à margem, só metade do meu corpo pode sair, pois neste momento desmaiei.


------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Allan Kennedy

Não tenha medo do que quer desde que esteja disposto a pagar o preço necessário...





[size=14]Ceifadores de Tanatos, Guardiões do Olímpo, Filhos de Chronos,


Allan Kennedy
Filhos de Chronos
Filhos de Chronos

Mensagens : 212
Data de inscrição : 13/01/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Level: 19
Energia:
280/280  (280/280)
HP:
280/280  (280/280)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por William C. Mortimer em Qua Maio 01, 2013 8:35 pm

Agora sim, aprovado.

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

"Ela não é
Do tipo de mulher
Que se entrega na primeira
Mas melhora na segunda
E o paraíso é na terceira
Ela tem força
Ela tem sensibilidade
Ela é guerreira
Ela é uma deusa
Ela é mulher de verdade..."
BIA I LOVE YOU S2

Diretor Geral da Confraria - Senhor da Mente - Rei das Ilusoes - Cavaleiro Supremo de Hestia - Bia's Boyfriend - Lider dos Devotos de Hera - Son of Dionisio - Imortal - Residente no Monte Olimpo, Mansao Mortimer, Alameda Solar, 512 - Fake do lindao do Apolo - Deus das Cantadas

"A mente e a maior das armas e o mais poderoso escudo" - William Carter Mortimer

"Para que espadas e outras armas tolas quando se possui a mente como forma de ataque e defesa?Para que saltos e movimentos inuteis, quando se pode derrotar um inimigo, e tortura-lo sem erguer um dedo?Para que outros meios de lutar quando se possui o PODER DA MENTE?" - William Carter Mortimer
avatar
William C. Mortimer
Cavaleiros de Héstia
Cavaleiros de Héstia

Mensagens : 126
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 19
Localização : Atras de voce, ou nao, provavelmente uma ilusao

Ficha do personagem
Level: 40
Energia:
490/490  (490/490)
HP:
490/490  (490/490)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Kyros A. Weisen em Dom Fev 16, 2014 7:21 pm

Tinha planejado aquele dia por duas semanas. Planejei oque faria naquele dia mas ainda assim… me sentia morto, tinha gosto de sangue na minha boca, e por mais que eu bebesse água, ou suco, ou refrigerante eu não conseguia tirar, era realmente irritante. Me levantei e comecei a vestir-me. Tinha uma camisa laranja do acampamento e uma calça jeans. Vesti sapatos e andei até o banheiro, pegando minha escova amarela e passando pasta. Escovei meus dentes pensando no que me aconteceria se eu morresse… como a Cassie ficaria? Cuspi e lavei os dentes. Então me veio uma imagem, eu estava sendo devorado por um ciclope. Botei a mão na boca e quase vomitei, de onde aquilo tinha saído? Enxuguei minha boca com uma toalha e então suspirei, aquele seria um dia longo. Sai do meu quarto e me despedi de meus irmãos, eu sentiria saudade deles caso eu morresse. Finalmente sai do chalé e me encontrei em dúvida, Deveria me despedir de Cassie? Não sabia, no fundo sabia que deveria, eu iria deixá-la preocupada e talvez ela nunca mais me visse, outro lado dizia para que eu fosse sem falar com ela, seria mais doloroso se eu o fizesse e não queria chorar nesse dia. Me decidi e chamei meu dragão, Jäger estava mais majestoso do que nunca, suas escamas roxas brilhavam sob a luz do sol e seus olhos azuis me fitavam, eu sentia o oceano neles, irônico não? Sentir água em algo que solta fogo... Fiz um carinho final em sua cabeça e usei o Jumper para aparecer em frente ao letreiro de Holywood. Respirei fundo e entrei no Hades, aquilo era gigantesco. Caminhei até Caronte, o mesmo me olhou sobre seu capuz e eu o encarei com um olhar frio, não tinha tempo a perder com ele, mas logo ele falou :

- Se quiser passar, morra. - eu o encarei arqueando a sobrancelha... qual era o problema dele afinal? Sempre fazia o mesmo discurso chato, apenas passei por ele colocando dois dracmas em sua mão, ele sorriu. - O preço de um morto de verdade, um morto como nos velhos tempos… - ele falou sorrindo pra mim, algo que fez com que eu me arrepiasse. Ele começou a navegar pelo rio nos levando e apontando para lugares dizendo para que serviam, claro que eu não me importava com aquilo. Finalmente vi um lugar que julguei bom o suficiente, As estalactites, ou seja, lá qual fosse o nome daquelas coisas apontavam para o chão, como se um mínimo ruido ou tremor mais forte fizesse com que elas caíssem, a luminosidade do submundo era no mínimo curiosa para mim, era meio purpura e caída, vi algumas almas passando por perto e respirei fundo, era ali que eu o faria, me virei para Caronte e disse :

- Por favor, pare ali

Ele assentiu e foi até a beira do rio,eu desci no barco – Obrigado – falei o olhando sério – eu posso achar o caminho pra fora sozinho.

Ele assentiu e se foi. Me sentei deixando que algumas lágrimas caíssem pelo rosto, lembrei dos bons momentos que tinha vivido, dos monstros que tinha enfrentado e principalmente das pessoas que eu tinha conhecido. Me levantei apertando o punho, eu não morreria ali, aquelas memórias não seriam em vão. Comecei a andar com lágrimas nos olhos e cada vez mais entrava no estige, as pernas doíam demais, continuei até a agua estar em meu pescoço e pensei em um ponto, algo que ninguém nunca pensaria, mas eu precisava de um motivo para viver... infelizmente na hora nada tinha me vindo a mente. Finalmente comecei afogar, tentava subir, puxar o ar, viver... mas então comecei a me entregar, senti a morte começar a me abraçar aos poucos, minha mente se esvaindo, eu estava morrendo e não tinha nada que eu pudesse fazer agora, que decisão idiota... jogar a vida fora daquela forma... porque estava ali? Por qual motivo de grande causa eu estava lutando? Então fechei meus olhos e me vieram imagens... eu tinha 14 anos, tinha acabado de chegar ao acampamento. Conhecia o Rafael, a Abby, a Carol, a Sophie e muito mais pessoas, então tive minha primeira missão, descobrir o passado de Maxwell? Então lembrei da reunião, na qual Maxwell tentou me matar, então o ataque de Crio...  Porque eu me lembrava de coisas sem sentido? Afundava mais e agora estava quase morrendo, quando me lembrei de um sorriso, era a Cassie no dia que começamos a namorar. O sorriso dela, o beijo dela... Tudo! Abri meus olhos que mesmo estando de baixo da agua eu podia sentir que estava chorando

- “Desculpe... Eu nunca mais vou desistir... eu prometo! Se eu morrer... não vou poder nem mesmo me lembrar do tempo em que vivemos juntos” - e então comecei a subir, era rápido, eu sentia meu corpo sendo jogado pra cima. Eu me senti vivo, o gosto salgado de sangue tinha sumido, rastegei até a terra e respirei fundo. Nunca mais desistiria daquela forma. Usei minhas últimas energias antes de desmaiar para me teletransportar até minha cama, e lá, adormeci agradecendo por estar vivo.

Benção:
✗ Permissão do Estige {Permissão mágica de Hades para mergulhar no estige e tentar a maldição de Aquiles, adquirindo mais 10% de chances de conseguir.} [By HADES]

Kyros A. Weisen
Monitores
Monitores

Mensagens : 125
Data de inscrição : 16/10/2013

Ficha do personagem
Level: 15
Energia:
240/240  (240/240)
HP:
240/240  (240/240)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Éter em Ter Fev 18, 2014 1:09 pm

Alguns poucos erros gramaticais, sua escrita melhorou bastante desde os últimos treinos/missões seus que avaliei.
Aprovado. Maldição de Aquiles adquirida.


[esperando atualização]
avatar
Éter
Deuses Primordiais
Deuses Primordiais

Mensagens : 330
Data de inscrição : 24/12/2013
Localização : Submundo

Ficha do personagem
Level: Infinito
Energia:
999999999999999999/999999999999999999  (999999999999999999/999999999999999999)
HP:
999999999999999999/999999999999999999  (999999999999999999/999999999999999999)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Administrador em Qui Mar 06, 2014 3:52 pm

Revogada. Poderia ter sido mais detalhista e sobre tudo não ter afirmado o seu sucesso.
Morto, maldição não adquirida. Lamento.
avatar
Administrador
Admin

Mensagens : 205
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

http://pjoonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio Estige

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum