Teste para Caçadoras de Ártemis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Convidad em Sab Dez 29, 2012 5:45 pm

Teste para Caçadoras de Ártemis

• Nome Completo?
• Progenitor?
• Por que quer seguir o mundo da caçada?
• Qual sua relação com os homens (já teve algum envolvimento amoroso)?
• Qual sua constelação favorita?
• Narre a história de sua personagem até o momento em que se tornou caçadora e explique o porquê (mínimo 15 linhas).
• Narre uma caça a um lobo; você é a líder das caçadoras e deve guiá-las e auxiliá-las. Pode usar os poderes das caçadoras até o level 25 (mínimo 15 linhas).
• (SOMENTE PARA FILHAS DE EROS) Sendo o seu pai o deus do amor, explique o porquê de você desistir do amor romântico para se juntar a caçada (mínimo 6 linhas).


Juramento: "Eu me comprometo com a deusa Ártemis. Dou as costas para a companhia dos homens, aceito a virgindade eterna e me junto à caçada.

* Não pode ser homem
* Não pode ser filha de Afrodite
* Não pode ser devoto de Hera"




Última edição por Ártemis em Seg Mar 11, 2013 4:08 pm, editado 2 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Convidado em Ter Jan 08, 2013 2:12 pm


Teste para Caçadoras de Ártemis




Nome Completo?
Sadie Stevens
Progenitor?
Meu pai Olimpiano é Hermes.
Por que quer seguir o mundo da caçada?
Gosto da deusa Artemis, sempre quis me tornar uma caçadora.
Eu não me importo em ter que ser uma eterna donzela para me juntar ao grupo, pois ser uma caçadora é muito bom.
Qual sua relação com os homens (já teve algum envolvimento amoroso)?
Nunca tive nenhum relacionamento com homens e etenho noção que nunca irei ter quando me tornar uma caçadora.
Qual sua constelação favorita?
A constelação Andrômeda.
Narre a história de sua personagem (mínimo 15 linhas).


Nasci em Las Vegas, criada apenas por minha mãe, uma bailarina esquisita, que não ligava para mim. Ainda quando criança fui diagnósticada com defécti de atenção, dislexia, fui expulsa de várias escolas, pois não me comportava bem. Eu era uma garota extrovertida, pregava peça em meus coleguinhas do jardim de infância a todo minuto, odiava ter que ficar sentada em uma cadeira sem poder conversar. Nas aulas práticas me destacava entre as garotas e alguns garotos, eu era muito ágil, pulava de um lugar para o outro bem rápido.
Minha infância foi bem triste, não tinha o meu pai e não podia contar em nada com a minha mãe, era o mesmo qe não ter ela também. Eu me fazia de durona para aguentar a vida, mas por dentro sofria muito com aquilo. Minha mãe não gostava de mim pelo o fato de ser expulsa das escolas, as ela odiava o fato de eu roubar as coisas, assim como a dislexia e o defécti de atenção, também fui diagnosticada com cleptomania. Eu roubava tudo que via, era um desejo incontrolável que tinha dentro de mim, roubava das coisas mais valiosas a uma tampinha de caneta.
Eu nunca me dava bem com minha mãe, desde que era pequena brigavamos muito, ela só sabia me xingar e falar que eu era um erro, que ela cometera e que se pudesse voltar atrás evitaria fazê-lo novamente. Eu sempre gritava com ela e falava que iria fugir, mas só aos treze anos que cumpri com a minha palavra.
Eu fugi de casa após uma longa briga e não levei nada comigo, o que foi uma coisa estúpida, uma garota de treze anos andando pelas ruas de Las Vegas anoite. Eu andava por lá e ficava com medo, com medo de tudo, mas não podia ter medo agora, tinha que achar um local, um local seguro para morar, "talvez um orfanato não seria uma opção ruim" pensei enquanto seguia meu caminho.
Enquanto andava algumas pessoas ficavam me olhando de forma estranha o que me deixava furiosa, "Não olhem pra mim, vão cuidar de suas vidas" era o que queria gritar, mas não me arriscava a falar nada. Eu já estava com fome, ainda tinha alguns lugares que vendiam comida abertos, mas eu era uma estúpida que não lembrara de pegar nem um centavo, "Talvez eu consiga roubar algo sem que percebam" pensei afinal roubar era uma de minhas especialidades, " Não eu tenho que parar com isso, roubar é errado, mas se bem que estou com fome, talvez consigo roubar uma carteira de um ótario, aquele ali me parece bem fácil de ser roubado" pensei enquanto um homem, com uma cara de nerd de filmes vinha em minha direção.
No momento em que ele passou por mim fingi que esbarrei nele e tentei pegar a carteira em um de seus bolsos, mas pro meu azar não achei a carteira.
-Me desculpe, sou meio desastrada- disse tentando parecer arrependida, mas no fundo estava furiosa.
- Calma, desculpada- disse o nerd seguindo seu caminho.
"Que ódio, eu não podia errar" pensei enquanto mirava minha proxima vítima, um homem normal, provavelmente bem de vida, era arrumado, bonito, roubar ele não seria tão errado. Fui na direção dele e novamente fingi ter esbarrado, enquanto tentava pegar a carteira dele.
-Desculpa- disse feliz, pois dessa vez havia conseguido.
-O erro foi meu, sou muito desastrado- disse o cara- Vou indo.
Quando o cara saiu fiquei arrasada, ele parecia um homem bom, que foi roubado e não sabia. Segui meu caminho e entrei num estabelecimento ainda aberto, comprei alguma coisa para comer e então paguei com o dinheiro roubado.
E novamente voltei a andar sem rumo, mas não parecia estar sozinha, uma mulher me seguia, o que era bem sinistro. Mas como sempre o azar entro em minha vida, entrei em uma rua sem saída e a mulhe sinistra atrás de mim, eu não tinha pra onde correr.
-SSSua hora chegou sssemi- deusssa- disse a mulher falando o "s" excesivas vezes.
- Semi oque?- perguntei pois não tinha certeza do que ela me chamara.
-Não ssse preocupe em sssaber do que te chamei, não vai viver para sssaber o que é- respondeu ela bem sinistra ou "sssinissstra" como diria ela.
Eu não tive tempo de responder ela veio para me atacar, nesse momento não parecia mais tão humana e sim uma metade humana com cobra. Ela vinha com uma espada pra cima de mim, " como essa espada surgiu aí" pensei no momento em que rolei para o lado, fazendo ela se chocar contra a parede.
Comecei a correr, tentando voltar pelo caminho, aproveitando que ela estava com a arma presa na parede. Eu corria, parecendo uma louca, uma louca com bastante medo. O que havia acontecido com as ruas, elas estavam vazias, era eu correndo feito uma estúpida, pois sabia que não iria conseguir fugir, e a mulher- cobra vindo logo atrás, mas sem a espada.
Finalmente a sorte veio pro meu lado, quando estava quase sendo alcançada um homem-bode pulou encima da mulher-cobra, " como assim? Um homem-bode e uma mulher-cobra, eu devo estar ficando louca" pensei, mas fui interropinda por uma garota que me puxava.
-Vem vamos entrar na carruagem- disse ela- vou te levar pro acampamento, confie em mim só quero o seu bem- disse ela me puxando.
- Ma e o bode, ele me ajudou vamos deixá-lo para trás- perguntei.
-Ele vai dar um jeto- disse ela me jogando dentro de uma carruagem que era puxada por cavalos voadores.- Agora vou te explicar tudo, mas só peço paciencia, pois a história é longa.
- Tudo bem- respondi animada, mas cansada.
Ela ficou por horas me explicando, até que chegamos ao tal acampamento, era uma história complicada de se acreditar, mas minha vida sempre foi complicada. Ao chegar ao acampamento fui bem recebida, todos me davam boas vindas. Analu, a garota que me salvou, me mostrou o acampamento, me contando sobre tudo e me explicando a função de cada lugar.
Me colocaram para dormir no chalé de Hermes, pois era lá que os indefinidos dormiam, os que não haviam sido reclamados. Porém foi naquela noite que ela deixou de ser indefinida, enquanto estava rodiada de todos presentes no chalé, contando sobre o que aconteceu com ela. Derrepente todos começaram olhar para ela animados, mas de um forma diferente.
-Seja bem-vinda Sadie filha de hermes, parabéns você foi reclamada- disse um garoto a seu lado.
-Eu fui reclamada?- gritei animada- Por Hermes?
-Sim- disse todos ao mesmo tempo.
-Parabéns- gritou uma garota.

E fiquei ali feliz enquanto todos me aplaudiam e me dava os parabéns.
......................................................................................................................................................

Juramento: "Eu
me comprometo com a deusa Ártemis. Dou as costas para a companhia dos
homens, aceito a virgindade eterna e me junto à caçada.":

-Eu me comprometo com a deusa Ártemis. Dou as costas para a companhia dos homens, aceito a virgindade eterna e me junto á caçada.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Convidad em Ter Jan 08, 2013 3:03 pm

Aprovada!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Lirah S. Welch em Qua Fev 27, 2013 7:20 pm

Nome Completo? Lirah Sadie Welch.

Progenitor? Quione.

Por que quer seguir o mundo da caçada? Porque os benefícios que a caçada me trariam seriam inúmeros, contados e comparados em troca de rapazes.
A deusa é um grande símbolo da força feminina, e representá-la, seria uma honra.

Qual sua relação com os homens (já teve algum envolvimento amoroso)?
Não, não em on.

Qual sua constelação favorita?
Ursa Maior.

Narre a história de sua personagem até o momento em que se tornou caçadora e explique o porquê (mínimo 15 linhas).

História da Personagem


A garota de cabelos louros e olhos cristalinos cuja as pessoas preferiam não se aproximar; vinda de uma família classe média, um tanto quanto problemática e revoltada Lirah possuía um pai enfermeiro de plantão em um hospital público em Seattle e uma madrasta que trabalhava em um bar de strip, ela tinha tudo para ser a pior pessoa possível, mas apenas por não haver uma presença familiar constante, isto não a levou para o mal caminho.

Considerada alguém não muito agradável pela reputação que carregava com a madrasta, se excluía de eventos escolares, grandes apresentações entre outras coisas, sempre haviam pessoas maldosas e estranhas que a perseguiam; mal sabia ela o que eram.

[...]

Aos catorze anos, fora aliciada e quase torturada a ponto de ser estrupada por um dos 'clientes' frequentadores da boate, enquanto devia passar uma noite lá, pelo plantão do pai e os perigos que a deixar só em casa trariam para a garota. Sem saber quem era sua mãe verdadeira, apenas salva pelo barman que um ano depois - após a morte do rapaz - descobriu que era um sátiro e que seu muito era muito diferente do padrão; a garota encontrou seu verdadeiro caminho.

Encontrando no ato nojento do 'cliente' forças para poder prometer à si mesma, nunca se envolver com homens, encontrara a caçada após uma de suas primeiras missões no acampamento meio sangue, o lugar aonde fora destinada a viver em paz - parcialmente - durante o resto de sua eternidade.
Legenda:

Minhas Falas/Falas de Outros Seres/*Pensamentos*/Narração



Narre uma caça a um lobo; você é a líder das caçadoras e deve guiá-las e auxiliá-las. Pode usar os poderes das caçadoras até o level 25 (mínimo 15 linhas).

Narração - Caça aos Servos de Licaão


Nossa formação espalhada nos dava olhos por toda a floresta, conseguiríamos caçar um dos últimos informantes e seguidores de Licaão. Estreito meus olhos, camuflando-me ás árvores, assim como as outras garotas; éramos seis esta noite, a lua brilhava intensamente no céu estrelado, o que nos ajudava mais ainda, possuíamos vantagens sobre o terreno.

Meu dedo indicador se pousava sobre a frente dos lábios, sussurrando para que fizessem silêncio, algo que não seria estritamente necessário, mas não bastava nos precaver.

A coroa cintilava em minha cabeça, era um tanto de responsabilidade, estávamos próximas a uma de nossas últimas presas, e após isto, caçaríamos ela e sua tropa novamente por eras seguindo o ciclo que se formava e desformava com o passar do tempo. Mas éramos mais poderosas, e um tanto quanto divertidas...

Recolho meu arco das costas e posiciono uma flecha no cordel mirando certeiramente a árvore ao lado do lobo, ele a farejava, estava próximo de Callissa [NPC caçadora], que tentava não se mover graças a meus comandos. *Sou uma idiota...* A flecha atinge a árvore, alarmando o lobo que me rastreia, vindo lentamente em minha direção com os dentes a mostra rangendo; seu bando vinha logo atrás, três grandes lobos haviam nos seguido além dele. Tínhamos vantagens, sim, mas eram fortes e resistentes, podendo nos matar, já que estávamos em batalha e nossa eternidade se restringia a isto.

Com um assovio, todas nos agrupamos em pequenos grupos que os cercavam; três grupos de duas caçadoras, como o planejado, todas com arcos em mãos e feixes de luz luar nas palmas das mãos.

Mirando para eles, entre cambalhotas e rápidos tiros de flechas, a vitória era eminente; antes que pudesse comemorar, algo atinge minha cintura, um último lobo que fugia mancando para a densa floresta havia me abocanhado.

Seguro firmemente o local da mordida, olhando para a lua. Não devia fracassar, era uma chance única, mas aparentemente Ártemis entendia. Sinto a ferida se curando aos poucos, parando lentamente quando o nascer do sol, surgia.

Poderes Utilizados:

Level 1:
• Agilidade. Ágeis como os filhos de Hermes, as caçadoras são capazes de efetuar movimentos incríveis.

Level 6:
• Cura Lunar – Avançado. Pode se curar de ferimentos profundos à luz da lua.

Level 9:
• Flecha Rápida. Sua flecha atinge uma velocidade incrível; tornando assim quase impossível de ser desviada.

Level 24:
• Sentidos Aguçados – Avançado. Todos os seus sentidos são mais aguçados do que o natural. Você consegue rastrear uma presa há quilômetros de distância.
Legenda:

Minhas Falas/Falas de Outros Seres/*Pensamentos*/Narração

avatar
Lirah S. Welch
Filhos de Quione
Filhos de Quione

Mensagens : 7
Data de inscrição : 15/02/2013

Ficha do personagem
Level: 5
Energia:
120/120  (120/120)
HP:
120/120  (120/120)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Convidad em Qua Fev 27, 2013 7:31 pm

Aceita, minha mais nova caçadora ^^

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Convidad em Dom Mar 17, 2013 8:46 pm

• Nome Completo? Britany Baudelaire
• Progenitor? Hermes
• Por que quer seguir o mundo da caçada? Porque ao longo do tempo percebi que os homens são um bando de criaturas mal agradecidas e ingratas, além do que, Ártemis sempre foi uma das minhas deusas favoritas: imponente, decidida, PERFEITA!
• Qual sua relação com os homens (já teve algum envolvimento amoroso)? Bom, eu já tive dois namorados, mas acho que nunca gostei deles de verdade (mas somente em on).
• Qual sua constelação favorita? O Cruzeiro do Sul; ele é simples, mas bonito e útil.

• Narre a história de sua personagem até o momento em que se tornou caçadora e explique o porquê (mínimo 15 linhas).

Eu não sei direito de onde vim; na verdade não sabia, até o momento que descobri ser uma meio-sangue e me foi contada minha desconhecida origem.
O nome de minha mãe era Aurora, ela se apaixonou por Hermes, mas não sabia que ele era um deus, porém os dois se gostavam tanta que minha mãe ficou grávida. O dia em que ela foi dizer isto para ele foi também o dia em que ele se revelou o deus dos Viajantes e Mensageiros, sem saber o que fazer, e com as ideias muito confusas, minha mãe ficou louca e foi presa em um sanatório até o dia do meu nascimento; sua gravidez foi muito conturbada, então logo após o parto, ela faleceu. Eu fui mandada para um orfanato com apenas alguns dias - sendo que nesse tempo, fiquei sob os cuidados de um estranho casal de idosos. Como não aguentava mais aquela vida parada e sem graça, resolvi sair em busca de aventuras aos 12 anos, e assim vaguei por quase três anos pelo mundo. A coisa mais estranha era que, não importa aonde eu fosse, sempre havia todas as coisas que eu precisava, como se alguém as pusesse ali... Depois de algum tempo, eu me dei mal, muito mal. Uma guerra se iniciava ao meu redor e eu não tinha mais muito tempo de vida sem saber quem eu era, mas - graças aos deuses - fui encontrada por dois semideuses - Dave e Timmy - que pareciam saber cada detalhe de minha vida; assim, fui encaminhada para o Acampamento Meio-Sangue, aonde vivo até hoje.

Minha vida no camp ajudou muito na construção de amigos e uma segunda família, encontrei vários irmãos e irmãos - tanto de sangue, quanto de coração - mas ainda sentia como se algo me faltasse. Eu sempre via as caçadoras de Ártemis visitarem a gente e achava maravilhoso o jeito como elas se comportavam, mas tinha medo de me reunir a elas. Passou bastante tempo até que eu finalmente tomasse coragem. Esperei novamente uma visita delas; pedi toas as informações de que precisava e ouvi alguns cochichos, algum tempo depois, vi uma luz muito intensa surgir do nada na minha frente, era a própria Ártemis! Expliquei a ela o enorme desejo de segui-la, e fiz o juramento á deusa. Eu sabia que essa escolha mudaria minha vida, e sabia também que estava destinada a isso.

Desde então, vivo por aí pelo mundo, caçando e seguindo a deusa da Lua.

• Narre uma caça a um lobo; você é a líder das caçadoras e deve guiá-las e auxiliá-las. Pode usar os poderes das caçadoras até o level 25 (mínimo 15 linhas).

Foi em um final de tarde; nós já estávamos atrás daquela fera a um bom tempo, mas as caçadoras jamais desistiam! Eu estava liderando a caçada, por isso fui á frente e me espreitei por detrás de uma árvore. Ele adentrou um arbusto. Dei ordem para as caçadoras cercarem o local, em círculo. Segurei meu arco, coloquei uma flecha e mirei, mas o lobo foi mais rápido e correu para longe. Tive que parar durante um tempo para montar uma estratégia, eu mataria ele hoje nem que me custasse o resto do dia.

Seguimos suas pegadas - que quase não passavam de um rastro na terra molhada - e a lua começava a surgir para iluminar nosso caminho. Pedi silêncio absoluto, agora eu faria um pouco diferente. As caçadoras se espalhariam e caso ele fugisse, alguma delas teria de ver por onde ele foi. Esperei um bom tempo antes de lançar mais uma vez um golpe. Os olhos vermelhos dele brilharam no escuro e por um único instante senti que fiquei paralisada, mas balancei a cabeça afastando a sensação. Como uma boa filha de Hermes, fiz silêncio absoluto ao caminhar e me comuniquei com as outras caçadoras para que não fizesse nada a menos que a situação fugisse do meu controle. Levantei a palma da mão e lancei a luz diretamente em seus olhos. Ele estava cego, mas eu sabia que esses animais se guiavam muito bem pelo olfato também. Não perdi tempo antes de lançar três flechas seguidas no lobo, as quais acertaram seu torso, sua face a sua testa. O animal deu um último gemido e caiu. Me aproximei e com a luz fornecida pela Lua pude finalmente ver ele mais detalhadamente; era de fato um belo animal, o pelo quase tão negro quanto a Noite... mas eu não podia ter pena. Imediatamente falei novamente por pensamento que toas as caçadoras poderiam se aproximar:
- Conseguimos, mas afinal, existe alguma vez em que as Caçadoras perdem uma caça? - e ri, juntamente com elas. Estava acabado!

Continuamos a observar o corpo caído do lobo e oramos para Ártemis, para que ela aceitasse ele como oferenda. Todas nos ajoelhamos e falamos juntas, com os olhos voltados para a lua e o arco com uma flecha apontado para o alto:
- Por Ártemis!


Spoiler:
Level 21
• Luz Prateada. Uma forte luz prateada sai das mãos das caçadoras podendo até cegar o inimigo.

Level 2
• Telecomunicação. Você pode se comunicar mentalmente com outras caçadoras, se for de sua vontade. Dura 1 rodada.

Juramento: "Eu me comprometo com a deusa Ártemis. Dou as costas para a companhia dos homens, aceito a virgindade eterna e me junto à caçada.

OFF
PS: Desculpa, eu sei que o teste está uma droga, mas por favor, Artie, leva em consideração e.e'

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Convidad em Qui Mar 21, 2013 2:35 pm

Aprovada.
Juro que pensei em te reprovar pelo desleixo u.ú, mas como sou um doce de pessoa resolvi aceitar, mas procure colocar mais emoção em suas batalhas, eu sei que você possui emoções ao contrário de mim. Ah, e não tente me comprar de novo me chamando de perfeita porque isso não funciona comigo u.ú

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Jasmine Burton em Qui Mar 21, 2013 2:42 pm

Teste para Caçadoras de Ártemis

• Nome Completo?Jasmine Burton
• Progenitor?Apolo
• Por que quer seguir o mundo da caçada?Para mostrar aos homens que não precisamos deles para todas as coisas do mundo e para mostrar que servir a Ártemis é uma grande honra.
• Qual sua relação com os homens (já teve algum envolvimento amoroso)?Ainda não e nem pretendo ter,u.u
• Qual sua constelação favorita?Cisne
• Narre a história de sua personagem até o momento em que se tornou caçadora e explique o porquê (mínimo 15 linhas).Construindo
• Narre uma caça a um lobo; você é a líder das caçadoras e deve guiá-las e auxiliá-las. Pode usar os poderes das caçadoras até o level 25 (mínimo 15 linhas). Construindo


Juramento: "Eu me comprometo com a deusa Ártemis. Dou as costas para a companhia dos homens, aceito a virgindade eterna e me junto à caçada.





Quando a inspiração pra o resto vier,eu termino a ficha, Razz

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------


Jasmine Burton

Sweet | Smart ♥️ | Daughter of Apolo
Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Jasmine Burton
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 5
Data de inscrição : 08/01/2013
Idade : 27

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Convidad em Sex Maio 17, 2013 9:33 pm

Tópico fechado até que o novo cargo da deusa Ártemis seja preenchido.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste para Caçadoras de Ártemis

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum