Teste de Reclamação de Taylor B. Harper

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Teste de Reclamação de Taylor B. Harper

Mensagem por Taylor B. Harper em Qui Maio 29, 2014 9:19 pm

Nome: Taylor Blackwood Harper.
Idade: 16.
Local de Nascimento: São Francisco.
Nome do(a) progenitor(a) mortal: Keyla Blackwood Harper.
Nome do(a) progenitor(a) divino(a): Apolo.
Descreva como você é, física e psicologicamente:
Fisicamente o Taylor tem um porte atlético, combinação de uma estatura média para alta com corpo definido graças aos esportes praticados e também o período de oito meses que passou em aventuras e problemas com o casal de gêmeos Stuart. Cabelos em uma tonalidade castanha, olhos claros e muitas vezes barba por fazer, roupas comuns e confortáveis, apesar de descender de Apolo, estilo e vaidade não são características fortes no garoto.

Psicologicamente o garoto é calmo e fala bastante, acaba machucando muita gente com sua sinceridade por que nem todo mundo está preparado para isso. Normalmente é alguém muito sensível, de vez em quando até mio grosso e cabeça dura, uma qualidade e um defeito, depende da hora... O sorriso sempre está no rosto do jovem, não importa a situação, ele sempre vê a parte do copo cheio.

Conte sua história, narrando desde sua infância até sua chegada ao Acampamento:

Não é uma sensação prazerosa acordar com o barulho de guizos velhos ecoando pelo espaço vazio do galpão abandonado onde nos recolhemos para passar a noite. Rolei no pedaço de pano que apenas servia para enganar a mente de que não estava deitado no chão e sim num confortável pedaço fino de tecido e furado, mas nada podia mudar o sentimento de medo que fizera meu coração acelerar e o casal de irmãos que convive comigo ficarem prontos para ataque. Alice pegou um pedaço de ferro que achou ao seu lado, já o Lucas, que ficara num ponto diferente desembainhou sua espada de bronze encantado, qualquer um que visse aquele corpulento de cabelos ruivos encaracolados e musculatura saltando da camisa grossa de mangas longas teria um certo temor.
- Alice fica na retaguarda, Taylor, lado contrário.- Disse o menino com um tom de liderança que sempre estava presente em suas falas, algumas veze até um toque de superioridade e arrogância, contudo a convivência mostrou que isso é apenas uma capa que ele usa para proteger sua irmã e a si mesmo.

Saltei pelo lado oposto do garoto e corri para a pesada malha de cordas com pesos e sinos nas pontas que prendera algum intruso, de tanto que corremos de seres monstruosos há oito meses que certas precauções foram necessárias, como parar de usar tecnologia que atraem os inimigos ou que nós temos que ver através de uma barreira que tantos não alcançam. Outra alternativa foi colocar armadilhas que possam ao menos alertar e retardar um oponente para nos prepararmos para qualquer coisa. A rede recebeu as ondulações daquilo que prendemos, segurei firme a faca dourada que recebi do meu pai, sendo meu único laço com uma entidade divina que seria meu pai...

Acompanhei a contagem do Lucas com a mão esquerda, enquanto erguia sua lâmina para um golpe direto, porém um ruído diferente correu o ar, parecia um instrumento de sopro com uma melodia agitada e que me lembrava os filmes de bang bang que assistia no internato, só que nos filmes a corda não sai voando para cima de nós. Lucas lançou um arco rodado que fatiou ao meio a malha, porém eu fui pego e me vi rolando no chão sem conseguir me libertar. Girei a cabeça para enxergar o que estava lutando conosco, vi um par de pernas de bode carregando um garoto como nós, digo adolescente pro que não temos nada de animal, nem chifres ou cavanhaque grande.
- Garotos, parem, eu vim para ajudar vocês, eu sei um lugar seguro para vocês.
- Muitos já nos falaram isso monstro, por que vou concordar com você? – Disse Lucas se colocando à frente de nós, Alice e eu, enquanto a menina usava minha arma para me soltar do emaranhado de fibras. Levantei agilmente enquanto o oponente colocou a flauta no chão e botou as mãos atrás da cabeça como se fôssemos policias ou alguma autoridade.
- Eu não vim para lutar, vim para ajudar. Como disse, venho de um local que será seu porto seguro e também onde você poderá aprender a ser um guerreiro melhor.

Lucas ainda estava com os músculos tensos, pronto para atacar a qualquer momento, provavelmente faria se a Alice não tocasse seu ombro e como sempre, contornasse todo aquele brutamontes com um simples gesto. Acompanhei o casal Stuart, ambos filhos de um escritor que fez uma fama média com suas escrituras, porém fez dinheiro com suas aulas em faculdades e universidades. Até hoje eu me perguntava como era ter um parente mais próximo, seja pai ou mãe, já que convivi desde cedo com tutores e professores que achavam que poderiam preencher o vazio da família, mas é difícil você entrar num assunto tão delicado como o pai de duas crianças que morreram num incêndio para salvar seus filhos.

- Então pode falar, quem é você e para onde quer nos levar?
- Meu nome é Jeremy e pretendo levar vocês para o Acampamento Meio Sangue, onde estará seguro. Todos vocês estarão, contudo temos que ir logo, assim como achei vocês, outros seres podem encontrar.

Fitei o Lucas e a Alice, faz oito meses que nos encontramos numa casa abandonada após os dois perderem o pai em menos de uma semana e eu ter fugido há pelo menos um mês. Minha vida sempre foi complicada por que minha mãe sempre deu valor para dinheiro e carreira de modelo e não para mim. Fui largado com minha avó antes que pudesse falar direito, pena que aqueles anos mágicos com meus avós se esvaiu com uma doença para ela e uma depressão para ele, depois disso vieram os longos anos em internatos. Depois de tantas vezes mudando de lugares ruins para piores, arranjando problemas e afastando pessoas eu resolvi fugir, reuni tudo que tinha e tentei a sorte nas ruas com dezesseis anos, agora parece que um ponto final está chegando nessa parte dessa etapa.

Os Stuarts, como eu chamava os dois garotos de cabelo cor de fogo e pele alva ficaram se entreolhando, provavelmente relembravam o velho mendigo de São Francisco que após mostrar que sabia de nós semideuses e que deveríamos viajar para o leste para achar nosso lugar. Agora, depois de oito meses de muito sofrimento e de ter confiado nas pessoas erradas, será que devemos nos arriscar com outra pesso a?

- Lucas, Alice, ele está parecendo sincero, vamos dar um voto de confiança para ele e o seguir.

O nosso líder por atitude confirmou que devíamos seguir o sátiro, Alice sempre o seguia para todo lugar então todos juntamos nossas coisas e saímos dali andando, afinal o Jeremy avisara que alguém mais poderia nos ter rastreado. Pegamos um ônibus na primeira esquina destinado para Long Island, enfrentamos um trânsito horrível e uma auto estrada não tanto movimentada até que paramos no meio do nada, com apenas árvores e terra para os dois lados. Olhei para Lucas que alcançou minha apreensão, deixei minha mão cair no cabo da minha arma única e prática no cinto da minha calça, se fosse outra emboscada não seria tão inesperada assim, mas toda minha desconfiança caiu por terra quando demos de cara com várias casas diferentes organizadas num pavilhão centrar, rodeadas por uma séria de construções gregas e outras diferentes, habitadas por jovens como nós.
- Agora, garotos, estão em casa.
avatar
Taylor B. Harper
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 2
Data de inscrição : 17/05/2014

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste de Reclamação de Taylor B. Harper

Mensagem por Hades em Sab Maio 31, 2014 9:48 am

A história ficou fraca e repleta de furos. Recomendo que descreva ao menos como descobriu ser filho de Apolo, como ganhou uma arma do deus e quem são os seus companheiros, de forma que tudo se esclareça, nenhuma dúvida pode permanecer como agora. Semideuses que nunca foram para o acampamento dificilmente teriam algum conhecimentos sobre seus pais divinos, muito menos teriam armas mágicas.

Reprovado.
avatar
Hades
Deuses Maiores
Deuses Maiores

Mensagens : 31
Data de inscrição : 29/03/2013

Ficha do personagem
Level: Infinito
Energia:
10000/10000  (10000/10000)
HP:
10000/10000  (10000/10000)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum