Desfilando... ou não! - Missão One- Post Para Leah S. Volcius!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Desfilando... ou não! - Missão One- Post Para Leah S. Volcius!

Mensagem por Poseidon em Dom Mar 02, 2014 7:38 pm

Leah adorava ser fotografada, exibir sua beleza lhe agradava, e quando uma carta chegou ao acampamento a convidando para desfilar em um evento, a filha de Afrodite não hesitou e então rumou para Califórnia...

Pontos obrigatórios!:

1)Comece sua missão relatando o convite para tal desfile;
2)Narre sua decisão e vá para Califórnia;
3)Relate uma pequena dificuldade na sua viagem. Alguns monstros lhe ataca; (Os monstros estão a sua escolha)
4)Chegue ao local e relate tudo o que quiser sobre como ocorria os preparativos para o evento;
5)Relate o início do evento e como tudo ia bem;
6)Mais a frente as coisas começam a ficar estranhas, e monstros aparecem, monstros que antes, através da névoa, estavam ocultos no evento;
7)Um caos começa e você tenta fugir dali, mas é atacada por Empousas. Derrote-as;
8)Mais a frente se depare com o Manticore. Lute contra ele;
9)Finalize a missão iniciando sua viagem de volta ao acampamento;

Dicas:
-Use um corretor ortográfico;
-Elabore bem seu texto;
-Explore as emoções de seu personagem e abuse de detalhes;

Regras:
-Prazo: 5 dias;
-Poderes em spoiler;
-Armas em spoiler;
-3 itens, no máximo, poderão ser levadas com você;

Boa sorte! Me surpreenda!

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

credits @
avatar
Poseidon
Deuses Maiores
Deuses Maiores

Mensagens : 236
Data de inscrição : 04/12/2013
Localização : No mar

Ficha do personagem
Level: Infinito
Energia:
99999999999999999/99999999999999999  (99999999999999999/99999999999999999)
HP:
99999999999999999/99999999999999999  (99999999999999999/99999999999999999)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Desfilando... ou não! - Missão One- Post Para Leah S. Volcius!

Mensagem por Leah S. Volcius em Qua Mar 05, 2014 2:32 pm


Post: 001 Where: Califórnia Wearing: Here and here

Beauty queen

Eu sentia falta de casa. Sentia falta de meu pai e das nossas manhãs de surf nas praias da Califórnia.
Lembrei-me de tudo isso assim que recebi um postal da Califórnia. Infelizmente não era do papai. Eu sabia o quanto ele era ocupado e não teria tempo para escrever para mim, mas uma agência de modelos escrevera para mim, convidando-me para um evento. A secretaria de papai recebeu isso em casa e imediatamente mandou para o acampamento, onde eu costumava morar desde que me entendo por gente.

Aos meus lindos e imortais 16 anos, eu decidi que seria uma boa eternizar uma das melhores fases de minha vida e aceitei o convite da agência de modelos, MAC models.

Para minha sorte e por imensa coincidência, Argos estava levando alguns semideuses até a Califórnia para uma missão de resgate, aproveitei o momento e peguei uma carona com eles.

A viagem não durara muito tempo, e passou bem rápido com todos nós conversando empolgadamente sobre os últimos dias no acampamento.
Pelo menos Argos me levara até grande parte do caminho, e daqui pra frente eu teria de me virar sozinha, afinal entrei de penetra nessa missão. Quíron não tinha nem idéia de que eu estava aqui, e dei uns dracmas para Argos não contar a ninguém, o que sei que ele não faria.
Nós só podíamos sair do acampamento em missões mandadas, não por livre arbítrio. Fora das barreiras protetoras era perigoso para qualquer semideus sem treino algum.

Eu estava sozinha, com um panfleto da agência nas mãos, e por proteção o grimório estava na minha bolsa e minha varinha e espada, transformadas em anéis em minhas mãos, só para o caso algo de algo dar errado. O que provavelmente aconteceria, não é fácil ser "eu".
O mapa que tinha no panfleto da agência, dizia para ir por um caminho, mas eu conhecia a Califórnia e queria fazer as coisas do meu jeito, e por isso fui cortando caminhos por becos e estradinhas, até o momento que me arrependi de ter feito isso quando me deparei com um ciclope, e o seu olhar indicava que ele estava faminto.

A névoa quase não era capaz de me enganar, como feiticeira eu tenho quase a capacidade de controlá-la, e isso era muita vantagem para mim no mundo mortal.
O ciclope me encarou com o seu olho enorme e remelento e eu não tive opções, a não ser correr para o beco mais isolado, e como eu suspeitava, o ciclope me seguiu para o local.
Assim que entrei ali puxei meu anel/espada da mão direita e me preparei para o ataque.
O ciclope entrou no beco logo atrás de mim e deu um assovio, com um sorriso maldoso no rosto deformado. Senti uma bufada quente atrás de mim, e assim que me virei para ver o que era, encarei o focinho molhado de um cão infernal, não muito maior do que o meu unicórnio, mas com caninos mortalmente afiados.

Em total movimento defensivo, puxei a espada e descrevi um arco, cortando-o rosto. O monstro rugiu e se afastou um pouco de mim, dando-me tempo.
– Garota estúpida! – O ciclope resmungou. Ele apenas observaria minha luta contra o seu cão.
Assim que o cão se recuperou ele voltou sua atenção para mim, mas sangue negro jorrava do corte que eu o fiz. Investi com minha espada, estocadas e arcos, o cão rugia e grunhia quando eu o atacava, mas eu não tinha medo dele, muito menos de seu dono, o ciclope.
Assim que eu havia acabado com a raça do cão, voltei minha atenção para o ciclope.
– E ai? Vai querer o mesmo destino do seu amiguinho ali? – Eu apontei para o pó que sobrara do cão infernal.

O ciclope pareceu pensativo e decepcionado com seu cão, mas não foi motivo para não me atacar.
Ele tentou se aproximar de mim com aquelas mãos gigantes, e por sorte desarmadas.
Esquivei-me de um tapa seu, girando meu corpo para esquerda, inclinando-me para baixo, quase como uma cambalhota e parei atrás dele. Puxei minha espada e estoquei-a em sua perna, em seguida descrevendo um arco e cortando a parte traseira de seus joelhos, de fora a fora.

O monstro urrou e se virou para mim tentando me acertar, mas agora eu era bem mais rápida e tinha vantagens sobre ele.
Novamente, brandindo minha espada, investi com uma estocada no ciclope, ao lado de sua barriga. Ele estava gravemente ferido e isso me deu mais uma vantagem, ele estava fraco e eu apenas ofegante.
Tudo o que ele fazia era tampar seus machucados, tentando livrar-se da dor causada por minha espada e eu continuava atacando-o com estocadas de minha espada e cortes profundos e logo ele estava tão fraco que caiu de joelhos no chão, e assim finalizei sua dor, cravando minha espada em seu peito e transformando-o em pó.
Eu sabia bem me defender, só não entendia o motivo dos monstros virem atrás de mim, sou apenas uma filha de Afrodite...

Após me livrar do pouco pó de monstro que havia em minhas botas, tomei minha rota para a agência e em menos de cinco minutos eu já estava lá.
Ao passar pela entrada, ouvi umas meninas sussurrarem “Ual, a garota tem estilo”, mas eu estava apenas usando uma roupa simples, uma saia preta de cintura alta com um sinto marrom, top preto de couro, jaqueta jeans com mangas dobradas e spikes espalhados, botas de cano médio e cadarço, óculos rayban, uma bolsa da Chanel em forma de fita cassete e uma luva de couro com spikes e caveiras... Super básica.

Assim que me apresentei na recepção eles me encaminharam para a sala onde eles estavam preparando as modelos para o evento.

Era um desfile de roupas de gala, e todos os vestidos eram incríveis.
Vesti-me com um roupão e me sentei em uma cadeira para arrumarem meus cabelos e maquiagem.
Depois de uns trinta minutos eu já estava pronta, meus cabelos presos em dois fios frontais e cheios de cachos atrás, maquiagem simples, com delineador dourado em cima, lápis preto em baixo, rímel, sombra clara e batom cor-de-rosa.

Eu desfilaria com três vestidos, um preto com calça maneira, um preto e dourado e um vermelho tomara que caia, super lindos.

No começo estava tudo bem, o desfile estava ótimo e eu era praticamente o centro das atenções, minha mãe pode ter me dado uma benção ou algo do tipo e servir a lady Circe me tornava mais linda que o comum, modéstia a parte.
Mais a frente, quando eu estava para desfilar o terceiro vestido a nevoa começou a revelar algumas coisas que eu não havia percebido antes. Monstros.

Havia um grupinho de empousais impedindo a saída, e eu tinha que sair dali imediatamente, mas não antes de acabar com a raça daquelas vadias.
Minha atenção se desviou um momento, por nada, e as pessoas perceberam algo que eu não havia percebido. Havia dois cães infernais causando loucura ali no evento e todos começaram a fugir. Não era aos mortais que os monstros queriam, era a mim.
Puxei meus anéis, transformando-os em espada e varinha.
– Restringunt! – Gritei apontando a varinha para os dois cães infernais.

Imaginei a roupa que eu estava usando antes de chegar ao evento e logo eu estava trocada, graças ao meu poder de troca de vestiário.
O feitiço pegou apenas nos cães, as empousais ainda tinham como me atacar, mas eu estava preparada para derrotá-las.
Brandi minha espada e corri para o ataque.
Elas tentaram me morder e investir ataques com seu braço de bronze, mas eu me esquivei e cravei minha espada em seus corpos, transformando-as em pó. Eram dez no total, e a única coisa que elas conseguiram fazer em mim foi dar umas mordidas em minha canela, e só. O resto era só eu, arrasando elas e matando todas, tão rápido que quando acabou eu fiquei triste.

Ao acabar com as empousais, saí correndo dali o mais rápido que pude. Não poderia deixar que os mortais se perguntassem o porquê eu matei um bando de modelos daquela agencia.
Os cães infernais não fariam mal aos mortais, por isso os deixei lá. As pessoas iriam pensar que eram apenas dois rottweilers maiores que o comum.

Me distraí por um momento ao olhar para trás para ter certeza que não estava sendo perseguida, e acabei batendo em alguma coisa dura e meio peluda.
O bacana é que eu não tinha noção de que poderia encontrar esse tipo de coisa na Califórnia. Sim, tinha um manticore bem na minha frente, e seu rabo de pinça estava encarando minha cabeça.
Dei uma cambalhota para trás e me esquivei de uma pinçada. Puxei minha espada e me levantei. Eu sabia que não teria chances contra o manticore, eu nunca havia lutado contra um monstro como este, mas não custava tentar. O pior que poderia acontecer, seria a morte.

Brandi minha espada e fui ao ataque, me esquivei de uma mordida do manticore e usei minha espada para uma estocada na lateral de seu corpo, perto de uma de suas asas. Em um movimento evasivo, girei o cabo da espada, passei-a para a mão esquerda e tentei utilizá-la para cortar fora a pinça do manticore, mas não deu muito certo.
- Educat me de antiqua munia! – Gritei, mentalizando o acampamento.
Não me sentia preparada para acabar com aquele manticore, e por isso me transportei de volta para o acampamento. O dia não havia sido agradável, o meu abandono nas lutas poderia prejudicar a vida de algum outro semideus na Califórnia, ou até mesmo de algum mortal, mas eu já não poderia fazer mais nada.

Itens:
♥ Espada do amor - Possui a lâmina rosa, qualquer um que for atingido por esta fica temporariamente apaixonado pela primeira coisa que ver, dando ao semideus tempo para atacar. Em sua forma transformada é capaz de repelir seres que desejam mal a Leah. [dura dois turnos][indestrutível - vira um anel que sempre volta para o dono]{By:Afrodite} (Item Extra)
Varinha/Adaga de carvalho: uma varinha especial feita de carvalho, essencial para a execução te todos os feitiços e magias. Quando necessário pode se transformar em uma faca cerimonial com lâmina de bronze e cabo de madeira. [vira um anel][Obrigatório]
Grimório: um livro negro cuja capa é feita com metal e as folhas com fibras da pele de Cão Infernal. Apenas as feiticeiras são capazes de ler os feitiços registrados neste livro.[Obrigatório]
Poderes e Habilidades:

Progenitor:
♥Troca de vestiário: Você pode mudar a sua roupa para a qual quiser com apenas o desejo disso. Isso também serve para mudar para uma armadura que você tenha no inventário, apenas armadura, nada de acessórios ou armas. PS: não fica pelado nem nada.
Grupo extra:
Grimório:
Restringunt: paralisa um alvo por um post.
Educat me de antiqua munia (Poderes antigos tirem-me daqui): Pode teleportar a Feiticeira para qualquer lugar do mundo [uma vez por missão | gasta 50 MP]

@ WE Template by Viic Black

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

APHRODITE'S DAUGTHER x WITCH OF CIRCE x LEADER OF CABIN 10 x AARON ♥
credits @
avatar
Leah S. Volcius
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 76
Data de inscrição : 02/11/2013
Idade : 20
Localização : Cabin 10

Ficha do personagem
Level: 20
Energia:
290/290  (290/290)
HP:
220/290  (220/290)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Desfilando... ou não! - Missão One- Post Para Leah S. Volcius!

Mensagem por Poseidon em Qua Mar 05, 2014 5:40 pm

Avaliação:
Sua narração começou bastante empolgante e cheia de detalhes, duas coisas que me agradam muito, porem chegando na parte em que a missão requisitava maior dedicação, você escreveu de forma muito rápida, a batalha contra as Empousais e o manticore foram muito reduzidas.
Sua ortografia é muito boa, apenas evite repetir palavras, principalmente nomes, como, por exemplo, ciclope e espada, os quais você poderia ter substituído por o monstro, ele, a aberração, minha arma, outros...

Outra coisa que me incomodou um pouco foi as curtas batalhas, você derrotou com muita facilidade o cão infernal, sendo que ele praticamente não lhe atacou, com as Empousais foi a mesma coisa, sendo que estas estavam em grande número. Em relação ao manticore, não tenho o que reclamar, sabia que era um monstro poderoso, e Eu mesmo lhe recomendei que fugisse.

No geral foi uma missão muito boa, os pontos questionados acima não causaram muitos danos à missão em si, mas lhe aconselho que melhore neles, para que as recompensas sejam maiores nas próximas missões que fizer...

Meus parabéns e continue melhorando!

Níveis: 2 níveis + 50 xp
Dracmas: 1300
Força: 10
Técnica: 10
Inteligência: 12
Velocidade: 11
Itens ou Benção:  Gold Map{ Um mapa aparentemente normal, que quando Leah, apenas Leah, estrala os dedos mostra tudo do local em que ela está, as passagens secretas, becos, ruas, inclusive a localização de cada pessoa, semideus, monstros e deuses. Apenas Leah consegue vê-lo e é imperceptível aos olhos de qualquer outro. Ele aparece quando Leah quiser} {O item, por ser imperceptível, não entra na contagem de itens, ou seja, se em missões ela pode levar três itens, no caso, ela poderá levar os três itens + o mapa} {By: Poseidon}

Atualizada!

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

credits @
avatar
Poseidon
Deuses Maiores
Deuses Maiores

Mensagens : 236
Data de inscrição : 04/12/2013
Localização : No mar

Ficha do personagem
Level: Infinito
Energia:
99999999999999999/99999999999999999  (99999999999999999/99999999999999999)
HP:
99999999999999999/99999999999999999  (99999999999999999/99999999999999999)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Desfilando... ou não! - Missão One- Post Para Leah S. Volcius!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum