Teste de Reclamação - Olimpianos e Deuses Menores

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Teste de Reclamação - Olimpianos e Deuses Menores

Mensagem por Administrador em Ter Fev 04, 2014 10:26 am

Relembrando a primeira mensagem :


Teste de Reclamação
Bem-vindo(a) Convidado, deve estar ansioso(a) para descobrir quem é seu progenitor ou progenitora, por tanto, queira por favor realizar o teste a abaixo. Queira por favor postar seu teste neste mesmo tópico.
Também pedimos que siga algumas regras, todas localizadas abaixo, assim, as suas chances de passar nesse teste aumentam em muito.
Boa sorte e seja bem-vindo(a) a família do PJO.



 
Regras
NÃO PLAGEIE A FICHA DE NINGUÉM E NEM DE OUTROS FÓRUNS.

ENVIE A FICHA COMPLETA OU ESTÁ SERÁ DESCONSIDERADA.

SE QUAIS QUER REGRAS DESSAS FOREM VIOLADAS, A FICHA TERÁ DE SER REFEITA.

Nome:
Idade:
Local de Nascimento:
Progenitor Primordial:
Progenitor Mortal:
Características Psicológicas (No mínimo 5 linhas no Word ou outro editor de textos):
Características Físicas (No mínimo 5 linhas no Word ou outro editor de textos):
Conte-nos sua História (No mínimo 30 linhas no Word ou outro editor de textos):
 
Apenas os filhos dos deuses contidos neste spoiler serão reclamados neste teste:
Deméter, Ares, Atena, Apolo, Hefesto, Afrodite, Hermes, Dionísio, Hécate, Éolo, Perséfone, Macária, Melinoe, Íris, Selene, Quione, Hipnos, Morfeu, Deimos, Phobos e Fantasia.
 

‎Copyright © 2013 - 2014 All Rights Reserved for PJO Online
avatar
Administrador
Admin

Mensagens : 205
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

http://pjoonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Teste de Reclamação - Olimpianos e Deuses Menores

Mensagem por Lilian L.Marin em Sab Maio 17, 2014 9:11 pm


Lilian Luna Marin
Ficha de reclamação
idade aqui
qual grupo você escolheu? Serei filha de Selene
**

Nome:Lilian Luna Marin
Idade:16
Local de Nascimento:Los Angeles-Estados Unidos da América
Progenitor Primordial: Selene
Progenitor Mortal: Thomas Marin
Características Psicológicas (No mínimo 5 linhas no Word ou outro editor de textos):
Sempre fui uma garota introvertida, quieta, tímida, relativamente inteligente, mas quando eu faço uma amizade formo um laço baseado em carinho, confiança, afeto, integridade e fidelidade. Não sou nem um pouco social, sempre fui a garota ruiva que não era nerd, nem a garota mais popular, apenas eu mesma, nunca me importei com que os outros pensavam de mim, claro que não tenho só qualidades e os meus defeitos são, ser muito pacificadora, sempre querendo que ninguém brigue ou colocar outras pessoas em sérios problemas, o que de certa maneira me torna meio omissa, tenho dificiuldades em me posicionar no que eu penso, sou complicada, teimosa e também muito orgulhosa. Essa sou eu.
Características Físicas (No mínimo 5 linhas no Word ou outro editor de textos):
Tenho pele bem clara, olhos azuis escuros que as vezes ficam meio esverdeados, cabelos ruivos marcantes meio encaracolados e tem um comprimento que chega até os meus cotovelos, tenho uma altura relativamente mediana, um metro e setenta e três centímetros para ser exata e peso (Tenho mesmo que falar isso ? Ah é estou me descrevendo) de cinquenta e quatro quilos, muito bem harmonizados com o meu corpo.
Conte-nos sua História (No mínimo 30 linhas no Word ou outro editor de textos):
Eu era para começar a contar minha história só a partir do meu nascimento, porém irei começar nove meses antes de eu nascer sobre como meus pais se conheceram, foi em uma exposição sobre a lua e as estrelas, ele é um importante e requisitado astrólogos, e o jovem Thomas Marin de apenas 20 anos era visto como um prodígio nessa área tão sublime e ao mesmo tempo enigmática aos os olhos mortais das pessoas, e em meio a várias mulheres com roupas vulgares e com um jeito pedante de se falar, eis que ele percebeu a minha mãe, a mulher mais linda, pele clara, cabelos castanhos, olhos azuis claros como a própria lua e um corpo bonito que combinava perfeitamente bem no vestido de alças azuis escuros que ela trajava que ia até o joelho dela e usava sapatilhas prateadas ? Sempre me pergunto como o meu pai se lembra disso até hoje, segundo ele talvez seja boa memória o motivo dessa lembrança tão perfeita. Então ele depois da palestra dele sobre astronomia, eles começaram a conversar e emnalgumas palavras o ruivo já tinha um abismo completo pela morena, um típico caso de amor a primeira vista.

Após esse amor a primeira vista, meu pai começou a marcar encontros, sempre no observatório dele a noite, mas um dia em especial, Thomas decidiu levar ''Selena'' para o restaurante mais caro de toda a cidade e então ele a pediu oficialmente em namoro com uma aliança de compromisso em formato da lua, lógico que ela aceitou. Então depois desse pedido eles se entregaram aos prazeres e bem aconteceu o meu nascimento 9 meses depois. 1 mês após esse dia ela descobriu que estava grávida, o que o enxeu de alegria, eram jovens porém sabiam que nada poderia acabar com a felicidade do casal, afinal teriam uma filha ou filho, minha mãe sabia que seria uma linda (nem tanto assim ) menina, o que foi confirmado um pouco depois da descoberta, e então o tempo foi passando, e cada vez mais meu pai começou a cuidar sobre coisas básicas, meu quarto delicado e em tons de lilás , eles passaram a morar em uma casa simples, mas ao mesmo tempo elegante graças ao dinheiro que ele havia ganhado com as palestras, aulas e descobertas que ajudavam a ciência a descobrir sobre astronomia realmente representa, e assim se passaram rapidamente os meses.

31 de Dezembro de 1997, Los Angeles.

Era um dia maravilhoso, último dia do ano de mil novecentos e noventa e sete, meu pai e a minha mãe preparavam os últimos retoques antes de eu nascer, ele sempre atendendo os mais loucos e estranhos pedidos da minha mãe, dessa vez o desejo era torta de pistache com morango, geleia de amora, com chocolate e para completar com uma espêcie de patê na cobertura, meu pai riu mas após passar em quase todas as lojas que estavam com filas enormes, ele finalmente encontrou uma loja que tinha tudo aquilo que ela desejada e mesmo não sendo o melhor cozinheiro de todos os tempos conseguiu realizar esse desejo, e as onze horas e dez minutos da noite, ''Selena'' já estava em trabalho de parto, foi um parto normal e que durou longos minutos até que onze horas e cinquenta e nove minutos nasci, um minuto antes do novo ano que já estava vindo, e a minha mãe segundo meu pai falava em uma voz calma e tranquila -O nome dela será Lilian Luna Marin, a nossa princesa da lua e pequena Lily- Meu pai logo concordou e ele pensou ''É um prelúdio'' de um novo ano e de uma nova vida, porém esse conto maravilhoso só durou sete dias, uma semana e ele começou a chorar quando viu que o amor da sua vida havia sumido para sempre, deixando apenas um recado que resumindo dizia para ele cuidar de mim como se fosse a vida dele e foi o que ele fez, ele foi um verdadeiro pãe para mim (pai + mãe), e cada vez que ele olhava para meus olhos azuis ele chorava pelo fato do amor dele simplesmente não existir mais, desaparecer sem nenhuma explicação de fato e ele chorou ainda mais de emoção quando eu falei a minha primeira palavra ''Lua''.

16 anos depois

Os anos passavam e cada vez mais meu pai ficava feliz com o jeito como agia, desde pequena sendo introspectiva, nem um pouco líder de nada, sendo a garota que ficava nos bastidores, apenas observando e torcendo para que os principais ficassem bem. E o Thomas após diversas desilusões amorosas, passou a ser um completo alcoolatra, era difícil ver o meu pai naquela situação, bêbado e sujo, todas as madrugadas voltava do bar com um cheiro inebriante de bebidas como vodka, whisky, vinhos e coqueteis, até recusava o beijo de boa noite dele, para não dormir com aquele cheiro dentro de mim, achava que aquilo poderia me causar pesadelos e toda noite antes de dormir eu rezava com lágrimas nos olhos para que a minha mãe voltasse, ou pelo menos aparecesse uma anja e o tirasse daquele caminho que parecia não ter volta, após quase desistir, senti que as minhas preces foram atendidas quando uma mulher angelical apareceu e fez o meu pai desistir dessa vida horrível, o nome dela era Elizabeth Sommers, uma advogada, loira e com olhos pretos, o tempo foi passando e fui percebendo que ela não era tão anja como parecia, ela constantemente me humilhava, me batia, por alguma razão por mais que agisse gentil com ela, parecia que ela me odiava, mesmo não me lembrando, me perguntava: O que eu fiz para ela me odiar tanto assim ? Não estou sendo uma boa garota com ela ? Será efeito de alguma mágoa no passado ? Nenhuma dessas questões tinham respostas, e então em um dia ela me levou para um passeio em Nova York, alegando que iriamos ter um dia de mãe e filha, quando no meio do caminho aconteceu algo muito bizarro, ela parou o carro, deve ter faltado gasolina, foi o que o meu senso crítico pensou, porém logo ela proferiu a seguinte frase:
-Finalmente poderei te matar, semideusa insolente-A voz dela ficou fanha e estranha.
-Semideusa ? Você deve estar pirando senhora Sommers, quer dizer Elizabeth, não sou isso não e a próposito nem sei essa história toda de ser filha de uma deusa com um mortal-Retruquei com a esperança de escapar daquilo com vida e arqueando minhas sobrancelhas.

-Pare de mentir, você uma semideusa, filha da lua e merece morrer-Quando ela falou isso ela se transformou completamente, o que parecia uma anja, virou algo sobrenatural, aquilo não fazia sentido, as portas estavam fechadas, precisava escapar de morrer tão jovem e com um canivete que encontrei no porta luva do carro dela consegui fazer uma abertura no vidro e sai cheia de arranhãos, sangrando, enquanto isso o tal monstro me seguia, corria o mais rápido possível todavia sempre ofegante, não me lembro como consegui forças para fugir da fera que queria me matar, até que quando consegui despistar o tal ser entrei em um lugar, sabendo que provavelmente encontraria coisas estranhas, e depois vi um metade homem e metade cavalo, mas ele não parecia ser tão mal assim, pelo menos ele não tentou me atacar e assim logo fui levada para uma espécie de chalé que segundo a explicação dele era para os indefinidos, fiquei preocupada, será que minha mãe nunca apareceria ? Era uma possibilidade, mas com certeza estar lá era bem melhor do que ser a vítima da Elizabeth, então comecei a fazer leves preces, quem sabe minha mãe apareceria e finalmente me reclamaria, e então minha vida estaria completamente clara, sem essa lacuna tão importante faltando.




Marissa Von Bleicken• THANKS, FTAS

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------


Lilian Luna Marin

Filha de Selene | Denzel | Dreamer

Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Lilian L.Marin
Filhos de Selene
Filhos de Selene

Mensagens : 11
Data de inscrição : 17/05/2014
Idade : 19
Localização : Acampamento Meio Sangue

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste de Reclamação - Olimpianos e Deuses Menores

Mensagem por Circe em Sab Maio 17, 2014 11:44 pm

Para comentar sobre seu teste vou dividi-lo em duas partes: Parte 1 - Do começo até o o momento em que saiu para ter aquele passeio de mãe e filha; Parte 2 - Do passeio até o final do teste.
As características estão ótimas, mas me confundi um pouco com o começo do seu template... tome cuidado ao escolher.

Parte 1: Estava perfeita e bem detalhada, embora tivesse coisas que você devia ter explicado melhor e desenvolvido a ideia, por exemplo a relação com o seu pai.
Parte 2: A partir daqui você se perdeu, primeiro foi cortar o vidro com o canivete... Não tem sentido porque era mais rápido e logico você desprender o cinto, abrir a porta e sair correndo. Pense que, enquanto você abria o porta-luvas, pegava o canivete, cortava o vidro e se arrastava para fora, o monstro já teria te atacado de diversas formas e diversas vezes (Se fosse uma harpia ela poderia ter enfiado as garras no seu coração e estaria acabado).
Você devia ter desenvolvido mais sua fuga e também a chegada, sozinha, ao Acampamento, ficou muito vago assim.

Enfim, você irá aprender conforme for postando outras coisas, para um primeiro post está muito bom e a narração está quase perfeita, faltando apenas desenvolve-la.

Seja bem vinda, filha de Selene

Aprovada

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------



Circe
"Gostosuras ou travessuras?"
avatar
Circe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 109
Data de inscrição : 15/02/2014
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste de Reclamação - Olimpianos e Deuses Menores

Mensagem por Lúcios C. Rouvas em Seg Maio 19, 2014 6:33 pm



Lúcios!

Nome: Lúcios C.(ristofer) Rouvas

Idade: 16

Local de Nascimento: America {(E.U.A.) Nova Iorque}

Progenitor Primordial: Atena

Progenitor Mortal: Albert Graly Rouvas

Características Psicológicas:
Lúcios nunca foi a ovelha negra da família,nem abusado, diversão para ele era pegar um livro de sua prateleira de livros e começar a ler o dia todo deitado em sua cama, é muito responsável, ele presa muito a amizade, já que por ser tímido e pouco sociável tinha muito poucas amizades. Sempre em suas missões e desafios prefere usar seu cérebro para resolver todos os mistérios, os instintos não é seu forte, muito menos a agressividade, ele preferia seguir seu cérebro e coração, ele procura esconder ao máximo os seus desejos e odeia ser chamado de tarado. Ele havia puxado a sua mãe já que seu pai era seu oposto total, sua avó sempre dizia isso, pois seu pai era ousado e sempre estava atrás de um rabo de saia por estes motivos seu pai era seu oposto total.

Características Físicas:
Sua pele é clara, seus olhos castanhos, seus cabelos castanhos, curtos, e lisos, seu corpo é bem definido, com 1.85 de altura e pesando cerca de 75 kg, o que deixa ele baseado em seu físico bem definido e musculoso e sua altura um peso razoável.
Suas mãos por fazer academia todos os dias da semana ficaram um pouco calejadas, porem nada tão gritante, tem um pequena tatuagem eu seu pulso em japonês, bem pequenina mesmo escrito “Luz e sabedoria”.
         
Conte-nos sua História:
Nascido do abandono e criado pela fome, Lúcios foi vítima de um destino cruel e impiedoso, que o deixou amargurado...

Um homem jovem e imprudente abandonara sua prole com um mulher muito velha, esta mulher era a mãe deste homem tão imprudente de apenas 16 anos, a mulher tinha muito pouco, mais o pouco que tinha dividia com o pequeno bebe de apenas um ano abandonado por seu pai e sua mãe era desconhecida...

Depois de nove longos anos passado necessidade, fome, a velha já não tinha tão pouco, pois seu filho agora já mais velho e com mais recursos financeiros ajudava a velha a sustentar a pequena e sabia criança tímida de apenas 10 anos de idade, com seu aniversário de 11 anos o garoto poderia pedir seu primeiro presente de aniversario, e todo feliz ele pediu algo tão estranho quando a natureza de toda sua sabedoria, o pequeno garoto pediu um livro de mitologia, o livro era barato, tinha poucas figuras, mas ele diferente dos garotos da sua idade preferia assim, ele adorava ler e ficar imaginando as guerras entre os deuses, as armadilhas, as historias de pessoas metade deuses metade humanos, a ideia de existir criaturas mágicas metade humanas metade bodes, centauros titãs e entre outras criaturas que não poderia nem imaginar como seriam...

Em base esta é a nobre historia do jovem Lúcios, um garoto que adora ler livros antigos, livros de mitologia, um garoto que adora o conhecimento, não importando de que época ele foi ou do autor que ele pertence. Porem quando ele começou a ir para a escola seus colegas começaram a zua-lo por ser pobre, inteligente, e o julgavam esquisito por ser tímido, pois para essas crianças era mais fácil rotular o novato do que o conhecer a ele, com exceção de um professor que admirava muito sua inteligência.

Logo que esse professor foi se aproximando e conhecendo o garoto ele foi ficando intimo dele, e ele logo o levou para um museu, um museu antigo com escritas estranhas que causavam dislexia no garota e aqueles símbolos tão antigos viravam palavras, como nomes de deuses e deusas, e dentre essa dislexia ele começou a ler um historia, quando estava no final o seu professor chamado Tyler gritou: “CUIDADO” Lúcios assustado vira bruscamente e pega um bastão e um cachorro estranho estava rosnando, esse cão tinha três cabeças e parecia estar nervoso. Lúcios não teve tempo para pensar desta vez, pegou o bastão e o girou agilmente em sua frente batendo o bastão feito de madeira varias vezes nas três cabeças do cão, mas logo o bastão quebrou e agora ele corre para o qualquer lado sem pensar e da de cara um o seu professor que antes usava cadeiras de rodas como metade do seu corpo de cavalo e a outra metade do corpo normal, seu professor o coloca em cima de seu corpo de cavalo e com muita agilidade da um coice no cão e sai correndo dizendo ofegante:” -Ola Prole de Atena, você já léu a historia então já sabe o que esta acontecendo, você é Lúcios, um filho de Atena e estamos indo para o acampamento meio sangue, seja bem vindo!” Lúcios de principio enlouquece, pois tudo que ele havia lido estava acontecendo da noite para o dia, mais assim que chega no acampamento depois de muito pensar pelo caminho, sente aliviado por ser descoberto pelo Tyler e assim salvo do cão.
                                                   


notes: i'm radioactive tags: - vestindo: Roupas Simples


© CG


------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------


Mister Rouvas
A força da sabedoria sempre estará comigo.
Maay ₢

avatar
Lúcios C. Rouvas
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 40
Data de inscrição : 14/02/2014
Idade : 21

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste de Reclamação - Olimpianos e Deuses Menores

Mensagem por Circe em Seg Maio 19, 2014 7:07 pm

Seu texto é redundante e isso me incomoda muito. Já li outras fichas sua e já tinha o avisado para mudar isso, mas você não o fez... No entanto, a história foi ficando mais interessante perto do fim até que você se perdeu completamente no último paragrafo, por mim você deveria muda-lo completamente... você alterou o modo de narração (o que é um erro grave) e aquela batalha ficou estranha, por fim Quíron apareceu e fugiu de um Cão Infernal, você poderia ter feito uma história sem monstro algum que ficaria melhor do que esse fim.



Aprovado

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------



Circe
"Gostosuras ou travessuras?"
avatar
Circe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 109
Data de inscrição : 15/02/2014
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teste de Reclamação - Olimpianos e Deuses Menores

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum