[TRAMA] Batalha contra Crio

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ir em baixo

[TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Administrador em Qua Dez 18, 2013 5:25 pm

Relembrando a primeira mensagem :


Batalha contra Crio - Post 1
Os dias passaram e a tensão sobre os semideuses cresceu. O exército do titã se aproximava pelo oceano em uma velocidade surpreendente, mas ninguém, nem os deuses, tentaram impedir essa aproximação. Esse estranho comportamento por parte dos Olimpianos revelava seu despreparo para a batalha que estava por vir. A única ajuda vinda dos deuses era uma constante atualização quanto a proximidade dos navios e tudo indicava que o ataque chegaria na manhã do dia 19 de Dezembro, quatro dias após o recado de Zeus.
O dia 19 estava amanhecendo, as nuvens negras que cobriam o céu criavam um clima monótono e davam ao Acampamento uma aparência morta. O mar estava agitado, o vento, gélido como se o próprio Bóreas estivesse presente. O local estava sem o seu brilho, parecia uma morada de tristeza e dor.

IMPORTANTE:
Esclarecimentos:
1- Esse acontecimento ocorre 4 dias após a reunião dos líderes de chalé.
2- O horário em on está por volta das 6 da manhã.
3- Como não postaram em local nenhum algum tipo de preparação válida então serão desconsiderados posts que citem armadilhas postas, tropas preparadas, vigilância ou algo do tipo.
4- Só terão até as 22:30 para postarem, depois disso deverão esperar um novo post meu. Caso desobedeçam isso seu post será apagado sem aviso.
Regras:
1- Posts permitidos até o horário determinado acima.
2- Post sem nexo que contrarie o narrador ou algum evento de relevância na batalha poderá sim resultar em morte do player ou algum outro acontecimento semelhante.
3- One Hit Kill’s estão proibidas em NPC’s de nível elevado. Para quem não sabe, One Hit Kill é o mesmo que matar com apenas um golpe.
avatar
Administrador
Admin

Mensagens : 205
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

http://pjoonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Apolo em Sab Dez 21, 2013 12:17 pm



Hi, my name is Apolo. The god of Sun
 
 
Então é assim não é? -Observei enquanto meu poder não adiantava em nada. Agora a coisa estava ficando séria para mim.

Crio havia finalmente aparecido, os semideuses iriam precisar de toda a ajuda possivel. Observei enquanto Hefesto enviava vários de seus automatos para a guerra e Hades mandava até antigos guerreiros para ajudar os semideuses.

-Muito bem. Eu farei o mesmo. -Com um estalo de meus dedos, o céu ficou infestado de um batalhão de 100 grifos dourados com os olhos brilhando com prata. Mais um estalo de meus dedos, e vindo da floresta, 20 lobos da mesma cor do sol apareceram correndo, atacando todos os inimigos que viam em sua frente. Logo, apareceram outros de meus animais símbolos: Ordas de cobras altamente venenosas, corvos com os bicos prateados que se juntaram ao ataque aéreo com os grifos e belos cisnes amarelos que já começaram o ataque lançando penas diferentes e douradas, que podiam cortar ao encostar se a elas.

-Vamos, deixem o papai aqui orgulhoso! -Eu disse mentalmente a cada um dos milhares de animais sagrados que com certeza não seriam derrubados tão facilmente.

Presente de Apolo:


100 grifos dourados com os olhos de prata capazes de cuspir fogo solar. 50 no ataque, 50 na defesa do acampamento.

20 lobos da mesma cor que o sol, podem brilhar e cegar apenas os adversários dos campistas. 10 no ataque, 10 na defesa.

40 corvos com o bico de prata. Podem causar sérios ferimentos no corpo do adversário. 20 no ataque, 20 na defesa.

40 cobras altamente venenosas. Seu veneno pode paralisar o oponente ou até, caso seja mordido por muitas delas, matar instantaniamente. 20 no ataque, 20 na defesa.

60 cisnes dourados com as penas feitas das folhas de loureiros dourados. Não sofrem o peso causado pelas folhas e voam normalmente. Podem atirar penas feitas do material, altamente cortante. 30 no ataque e 30 na defesa.

TODOS OS CITADOS ACIMA IRÃO SEGUIR AS ORDENS DE QUALQUER SEMIDEUS. CASO NENHUMA ORDEM SEJA DADA, ELES IRÃO SEGUIR A ORDEM DE APOLO: MATAR TODOS OS ADVERSÁRIOS.




com: alguém onde: aqui vestindo: isso post: 000

@lilah
[/color]

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Lord Apolo

Deus do Sol Da Música Deus mais hot do Olimpo Irmão gêmeo da linda Temis

@CG Sing by Viic Black
avatar
Apolo
Deuses Maiores
Deuses Maiores

Mensagens : 90
Data de inscrição : 14/10/2013
Idade : 19

Ficha do personagem
Level: Infinito
Energia:
9223372036854775807/99999999999999  (9223372036854775807/99999999999999)
HP:
9999999999999/9223372036854775807  (9999999999999/9223372036854775807)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Ex-Staff01 em Sab Dez 21, 2013 1:05 pm

Saindo dos céus aparece fisicamente surgindo numa biga com cavalos de fogo do céu, o deus da guerra Ares, acompanhados pelos seus filhos que estavam bigas sendo de diferentes cores eram a de, Deimos, Anteros, Phobos e Enyo, alem do seu lado esta sua irmã de guerras a Deusa Eris, e soprando a minha trombeta meu exercito começou a surgir milhões de espartanos, Berserks e Claymores, alem de criaturas apareceram por terra, mar e céu, eu disse sobrevoando sobre o campo da guerra:

-Deimos espalhe o terror, Anteros espalhe a separação, Phobos espalhe o medo, Enyo espalhe a destruição que puder e envolva todos os semideuses com a áurea do combate armado, para aumentarem suas habilidades, danos, defesas e Eris causa o caos que quiser para ajudar, e eu lhes dou meu exercito sangrento, VAMOS A GUERRA, PELO OLIMPOS E PELA MINHA GLORIA.


Todos os deuses fazem as ordens de Ares, e as criaturas como os guerreiras vão para ajudar na guerra, vinha aos montes para combater o exercito de Crio e Oceano, enquanto  isso, Ares ficava somente observando de cima e ver o que iria fazer, precisava tomar cuidado, estava com a sua lança e seu escudo,alem de sua armadura vermelha e seu elmo, queria sangue e não temia nada e nem ninguém.

Ex-Staff01
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/10/2013

Ficha do personagem
Level: Infinito
Energia:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
HP:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Convidado em Sab Dez 21, 2013 1:56 pm



Agora é na espada...



O barulho que vinha das profundezas se mostrou ser o Titã que comandava aqueles exércitos, os chifres dourados e olhos prateados brilhavam ao fundo, porém meu principal problema agora eram os monstros que ignoraram os exércitos de mortos e correram para praia. Todos os seres que alguma vez eu vira na Arena para treina agora avançavam equipados e prontos para lutar até a morte, provavelmente seria a morte deles.

Flutuei com minha espada de cristal nas mãos e com um arco rápido acerte a asa de uma harpia a qual caiu de cabeça se transformando em poeira. Expandi o escudo para defender as garras de uma empousa que tentou arranhar meu rosto, outra tocou minhas costas com um soco, contudo a energia negra do Tártaro a desintegrou graças a maldição de minha defesa, mas cada vez outros guerreiros surgiam para combate.

Percebi então que grifos começaram a cair dos céus do nosso lado e autômatos enviados pelo meu irmão surgiram para combate. Pousei ao lado deles e disse:
- Formem linhas autômatos e destruam os monstros que surgirem.

Defendi com meu escudo um golpe de um ciclope, rolei no chão vendo o pé escuro e desforme dele esmagar apenas grãos de areia enquanto eu cravava minha arma em sua coxa, um limpo corte no pescoço e ele se desfez em poeira, mas não tinha tempo para descansar por que uma dracaena sibilou logo atrás e conseguiu cortar minha coxa do lado exterior. Senti a dor do movimento, mas antes disso girei meu corpo e com um arco diagonal ela estava desfeita em poeira. Com o tempo minha perna ficaria melhor, porém os monstros não paravam de avançar e algo teria que ser feito.

Código:
♦ Nível 27 ♦
Habilidades com espadas III – maneja espadas com facilidade, conseguindo realizar movimentos com grande grau de dificuldade.
♦ Nível 37 ♦
Cura Acelerada III – pode se curar de fraturas em duas rodadas.
♦ Nível 39 ♦
Visão Detalhada (avançada) – Você pode ver objetos que estejam a até 1000 km/h nos seus mínimos detalhes.







Prince of Olimpo, Lord of the Time.
--------------------------------------------
@Lilah

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Ex-Staff02 em Sab Dez 21, 2013 2:11 pm

Os mirmidões tiveram um grande impacto, mas junto a eles o pior dos inimigos surgiu no campo de batalha. Quando vi aquele chifres dourados cortarem o céu em meio a espuma e mostrando apenas uma parte de seu corpo, descobri que era hora de sair de meu trono. Claro que eu não tinha motivo de ajudar o Olimpo, Zeus  poderia muito bem usar sua trupe para tentar resolver seus próprios problemas, contudo nada impede que aquela luta chegue ao meu território, então resolvi vestir minha roupa.

As próprias sombras vestiram minha armadura de combate enquanto outra Fúria se aproximava com seu chicote em mãos, Alecto estava ao meu lado assim como Odisseu. Fitei a mulher que abaixou seu corpo em respeito e depois disse:
- Mestre, os exércitos estão todos prontos para lutar, vamos?
- Sim, mas não levarei todos agora Megera, chame Menelau, Agamenon e você...- Disse para Odisseu que curvou o rosto quando eu mencionei minhas palavras em sua direção- Leve seus mortos para campo agora. Deixe os outros prontos para lutar, mas somente quando eu chamar. Onde está Tisífone.

- Preparando sua biga.

Dei um leve sorriso quando cheguei ao lado de fora do meu palácio, pude ver o local por onde os exércitos passavam para o campo de batalha, dois batalhões enormes que juntos deviam ter pelo menos 10.000 guerreiros eram comandados por dois brutamontes que eram irmãos e foram grandes peças da maior guerra da história. Cortei em meio a eles com as rédeas nas mãos e meu capacete na outra, as Erínias me seguiram, elas gritavam e seguravam seus chicotes enquanto o exército dos mortos se erguia do Submundo...

O campo de batalha se abriu novamente, mas dessa vez o ar ficou um pouco mais frio na fenda, três cavalos esqueléticos com chamas saindo das narinas carregam meu carro de batalha nas costas, tive pena de duas dracaenas que foram esmagadas. Minha espada negra surgiu em minhas mãos e fatiei dois ciclopes que ficaram no caminho, minhas três guerreiras aladas corriam e matavam espalhando morte e terror pelo campo de batalha, enquanto meu olhar cruzava toda a distância entre os núcleos de combate para avistar Crio.

0s mortos surgiram e foram em auxílio dos outros mortos que já pereciam, Aquiles era o único que lutava com força e velocidade, mas eu sei que aquilo seria momentâneo.


Código:
Elmo da Invisibilidade: O lendário símbolo de meu poder, um capacete metálico sem brilho ornado com um penacho negro, capaz de me esconder de qualquer inimigo.

Armadura Negra: Feita de Ferro Estígio, uma armadura completa que fica na forma de cordão quando fora de uso. Altamente resistente tem crânios de ouro negro decorando sua extensão para recordar que sou o rei dos mortos.

Manto das Trevas: Um manto negro por fora e por dentro, mas que ostenta o rosto daqueles que sofrem esperando um julgamento. Essas almas me dão poder e veem a minha proteção quando mando em forma de barreiras mágicas altamente defensivas e resistentes.

Espada Negra: Lâmina banhada em todos os cinco rios que cortam meu reino, dando a seu fio o poder de cortar quase tudo. Pode liberar o calor e chamas negras, além de concentrar o poder de tudo que está abaixo da terra e me pertence. Normalmente está em forma de anel de caveira.

Ex-Staff02
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 116
Data de inscrição : 13/11/2013

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Maya Alexandra Fox em Sab Dez 21, 2013 2:35 pm



My Immortality
All I wanted was to not be the princess of the war, all I wanted was to not be immortal rider, all I wanted was to be his lover and wife of your children ...
 


Os monstros estavam vindo... Devolvi a orbe ao meu bolso a tempo de puxar minha espada mordecostas emperrada na pedra, ela graças aos deuses se soltou, e me proteger do ataque de uma especie de sereia voadora horrivel. O Monstro voltou a me atacar e e eu joguei ao meu peso do meu corpo todo em um giro e a grossa lamina da minha espada de encontro com a assa endurecida daquela coisa cravando a espada novamente na pedra com o monstro guinchando desesperado preso a ela. Pra sair dali, só se o mesmo rasgasse a própria assa, com pena daquela cena puxei minha espada fúria dos deuses da bainha e rasguei lhe a garganta e o vendo suspirar pela ultima vez. Em contra cena, também soltou um suspiro, por bem ou por mal não seria o meu ultimo. Aumentando minha força pela emoção da guerra e deixando que a Aura vermelha ariana crescesse dentro de mim corri em direção aos monstros, usando a rapidez de minha lâmina para atingi-los em seus lugares mais sensíveis. Asas, costas e gargantas foram fortemente rasgados em minha carreira, quando parei pude me dar conta por estar com a lamina da espada e o rosto sujos de sangue. Um meio sorriso surgiu em meu rosto acompanhando o brilho dos meus olhos. Estava na hora da guerra.
Equipamentos:



☮ Lança sangrenta: [Uma lança inquebravel,que tem a coloração de sangue vivo,e tem a capacidade de quando entra em contato com o sangue ou liquido das feridas dos corpos de seus oponentes de sugar,que nem uma sangue-suga.]-presente de reclamação do Ares.

☮ Armadura Guerniccana - [Armadura de coloração vermelha que dobra os danos dos filhos de Ares por dois turnos,porem para usa-la novamente é necessário esperar três turnos,inquebravel]-presente de reclamação do Ares.

☮ Ambrósia e Néctar: Recupera todos os seus pontos de vida.

☮Medalhas de Bronze - [Viram bolas de bronze flamejante, que se movimentam sozinhas e sugam energia]

☮ Colar dos mensageiros [Protegerá de qualquer maldição.] e deixa o usuario invisivel(presente de niver){By:Apolo/Will}

♠ Espada Mordecostas - é feita de metade aço e metade bronze celestial, a mesma tanto mata mortais quanto monstros, ela só é manejada com perfeição por Fox e mais ninguém, ela é uma espada longa e larga.

-Espada fúria dos deuses

Orbi destrutivo: Quando jogada no campo de batalha, causa uma enorme explosão de energia, só que fica dependendo da quantidade de energia que o semideus depositou em seu núcleo, sempre volta para a mão do seu portador depois de três turnos, só pode ser usada pelo portador e por fim, o tamanho de cada explosão causada pela quantidade de energia armazenada, varia conforme a vontade do narrador da missão, inquebrável.


Habilidades:

nivel 3- Forte: Filhos de Ares possui maior força que os outros Semideuses.
nivel 11-  Aura da Guerra: Em um combate, a simples vontade de lutar deixará o semideus 20% mais forte.
nivel 25-Perícia Bélica III: Consegue fazer movimentos perfeitos com qualquer tipo de arma.
Nível 36- Sequência Imparável IV: Filhos de Ares tem a grande capacidade de acertar combinações de golpes com qualquer arma. Nesse nível pode acertar 9 golpes seguidos sem interrupção, o ultimo pode ou não ser mortal, depende do narrador. [gasta 200 mp]

com: Jason - Renato - Carol - Sophi - Kurt - Claire   onde: Litoral do Acampamento vestindo: Minha armadura   post: 000

@lilah

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------



Maya Alexandra Fox                      
-A Raposa...
-Esperta demais para ser pega

-Livre demais para pertencer a alguém
-All I want, I can Cool
-Mother of the Lion Baby -

-Lioness to protect my youngling Twisted Evil

                                                                                                                                                                       
                                             Arrisca-se?
avatar
Maya Alexandra Fox
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 9
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 24

Ficha do personagem
Level: 34
Energia:
430/430  (430/430)
HP:
430/430  (430/430)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Administrador em Sab Dez 21, 2013 3:10 pm


Batalha contra Crio - Post 11
A batalha explodiu, pós e sangue voavam para todos os lados sobre o campo de gelo que antes era o mar. A areia da praia estava manchada de vermelho e dourado, o som das lâminas se encontrando era ensurdecedor. Os reforços divinos entravam em campo enquanto que as forças de Crio apenas diminuíam. Era visível o desespero de alguns semideuses que mal conseguiam lutar, apenas sobreviviam por conta dos autômatos de Hefesto.
Crio apenas observava as lutas, vez ou outra abria sua boca e o mesmo som estranho podia ser ouvido. Era aterrorizante ver algo daquele tamanho em batalha.
Recomendações:

Mesmas do post anterior, continuem assim.
Prazo: 08 horas da manhã
h
avatar
Administrador
Admin

Mensagens : 205
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

http://pjoonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Convidado em Sab Dez 21, 2013 3:29 pm

Apesar da situação em que se encontrava no Olimpo, Melinoe não podia deixar de se preocupar com o que acontecia no Acampamento, já que seus fantasmas a mantinham informada de tudo o que acontecia, principalmente quando Crio se manifestou.
A deusa teria ido diretamente para o campo de batalha, mas a situação no Olimpo era séria e ela não abandonaria seu posto lá.
Por isso, convocou uma horda dos seus espectros mais vingativos, antigos assassinos e soldados, todos sedentos por sangue, que não deixariam a situação por menos e obedeceriam qualquer um dos aliados, mas de qualquer maneira, eles tinham um propósito, acabar com todos os inimigos.
Total=150 espectros.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Kyros A. Weisen em Sab Dez 21, 2013 3:46 pm

Eu tinha acabado de ver um ciclope de 5 metros e sorri, corri até ele e com minhas espadas cortei seus pés o fazendo cair, enfiei minha espada em sua barriga e depois arranquei sua cabeça, Outro rapidamente urrou de ódio e veio pra cima de mim, me aproveitei da poeira do monstro pra jogar na cara do ciclope e ele levou a mão aos olhos e começou a gritar, eu fiz um corte em seu joelho e ele se ajoelho, tentando me agarrar, dei uma cambalhota e me afastei um pouco, ele se levantou e tentou andar até mim, ele estava mancando e parecia já quase morto. Enfiei minha espada em sua barriga novamente mas dessa fez a arrastei, fazendo um corte enorme que quase o dividiu em dois, e então ele morreu, ao longe vi um grupo de Empousa ao longe e vi um Pégaso autômato de Hefesto próximo a mim, corri até ele sorrindo e montei nele.

- Ali garotão, atropele uma daquelas ali! – apontei pra empousa e ele pareceu entender porque deu um enorme relincho mecânico e correu até uma delas e a atropelou, eu pulei do Pégaso e cortei uma de suas asas fora, e então finquei minha espada de bronze em sua cabeça, Olhei para as outras, eram 3 restantes, não ia ser fácil, mas eu dava conta. Uma pulou em mim mas eu desviei por pouco e o pegaso tentou atropela-la, ela não teve minha sorte e capotou alguns metros, eu corri até ela e cortei um de seus braços mas fui surpreendido por uma que me agarrou e me jogou no chão, ela se aproximava

- me beije filho de Atena! – eu logo fiquei com medo mas ai um zumbi mordeu o pescoço dela e a jogou para longe, me levantei e logo acertei o braço da outra que tinha capotado. Ela se ajoelhou e começou a gritar e eu finquei minha espada em seu peito. Foram duas faltavam duas, uma não me atacou e isso me surpreendeu. Não prestei atenção e eu fui até a que o zumbi mordia seu braço, ela tentou arranhar o zumbi mas a impedi, enfiando minha espada em seu ombro, ela urrou de dor e o zumbi apertou a mordida arrancando sua cabeça e ela se transformou em poeira, a outra deu uma risada e olhou pra mim

- ah... você acabou com elas, mas não pense que eu serei tão fácil. – ela voou até mim tentando me arranhar mas desviei e fiz um corte leve em suas costas, ela rosnou e foi até o zumbi, mas o pegaso investiu contra ela e ela caiu no chão, corri até ela e fiz um corte agora em seu abdômen, esse era mais profundo mas ela ainda estava viva, com sua perna de bronze ela me jogou uns 2 metros e pulou pra cima de mim, felizmente consegui rolar pro lado e acertar sua cabeça. Dei um sorriso e montei no Pégaso – Obrigado Zumbi! – ele fez um sinal positivo com a cabeça e eu sorri, mandei o Pégaso decolar uns 20 metros e vi a situação da batalha, estávamos indo bem. Suspirei aliviado e voltei ao solo montado no Pégaso cavalgando tentando criar uma pequena distancia dos monstros e do campo de batalha

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

“Aquele que combate monstros deve tomar cuidado para que ele mesmo não se torne um. E, se olhar muito tempo para o abismo, o abismo te encara de volta.” – Freud Niëtzche

Kyros A. Weisen
Monitores
Monitores

Mensagens : 125
Data de inscrição : 16/10/2013

Ficha do personagem
Level: 15
Energia:
240/240  (240/240)
HP:
240/240  (240/240)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Convidado em Sab Dez 21, 2013 4:25 pm




... ... ...


Tudo tinha acontecido tão rápido que eu ainda tentava colocar os acontecimentos em ordem, de repente estávamos no Olimpo, aparentemente em segurança, até que Apolo, sim, Apolo, aparece lá, nos levando para um de seus templos na Grécia e agora estava eu, sentada em um canto, com uma poça de água em minha frente, vendo o que acontecia no Acampamento. Minha maior preocupação era Ryan, sabia que eu estava sendo egoísta, mas para quem havia passado praticamente todos os dias da minha vida ao lado dele, era complicado pensar em outra coisa a não ser a segurança do seu irmão. A saída no Acampamento havia sido rápida e a única coisa que eu pude fazer era deixar Atticus, o meu bebê, como eu o chamava, com ele. Agora eu sorria, olhando Ryan lutando em cima do dragão.
Observei os deuses, cada um participando e ajudando da sua maneira, primeiramente de modo indireto, até Crio aparecer. Então foi a gota d'água para mim. Apolo não iria me deixar participar da guerra, ou me levar para lá, então eu ajudaria da minha maneira. Tirei a caneta do meu bolso, olhando-a com atenção, tirei um dos meus anéis de meus dedos, em seguida, um cantil, guardado no fundo da minha mochila, deixando os três em minha frente.
Peguei um dracma e fiz um raio de luz com minhas mãos, diretamente para a poça de água, formando um pequeno arco-íris, joguei o dracma lá e falei:
- Oh, Íris, deusa do arco-íris, mostre-me Ryan Black, no Acampamento Meio-Sangue. - observei a imagem tremeluzir e Ryan aparecer, ainda em cima de Atticus - Ryan! - gritei, esperando que ele me notasse ali, mas também rezando para que ninguém notasse sua distração. Assim que meu irmão olhou para mim, joguei os três itens pela mensagem de Íris. - Se cuide. - falei apenas, passando as mãos pelo arco-íris, não querendo distraí-lo mais.
Poderes:

Criação de Água I [Nível 05]: Agora você poderá criar água, não em grande quantidade e sua energia será gasta, sem falar no cansaço físico. O gasto de energia é decidido pelo Narrador.
Visão Momentânea [Nível 14]: Você poderá ver o que está acontecendo nos locais através da água.
Basta olhar para uma fonte ou mesmo uma pequena poça e pedir à um espírito da água que te mostre o local desejado. Só não tem como ver o Olimpo, Submundo e o Reino de Poseidon. Há também exceção para banheiros, ou seja, você nunca verá nada dentro de um banheiro, então nem adianta pedir.
☼ Raio de luz
-Os filhos de Apolo poderão lançar de suas mãos um poderoso feixe de luz no oponente. Quanto maior o nível, maior a força.
Itens:
Anel Glacial: Capaz de congelar e descongelar a água. Concede controle do gelo ao seu dono.
Flauta Real: Uma flauta feita de ouro que ao ser tocada pode causar sonolência, raiva, alegria ou qualquer sentimento em seu adversário ou aliado. Se transforma em uma caneta que sempre volta ao bolso do dono. (Opcional)
Um cantil com néctar[ Um cantil que contém Néctar, serve para curar ferimentos da semideusa. Pode curar 20 HP/MP, por vez que a semideusa beber]


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Henry N. Pond em Sab Dez 21, 2013 4:27 pm



O ataque
Praia

Todos os semideuses pareciam empenhados na luta, agora que Crio havia aparecido, os deuses estavam nos ajudando de forma mais forte, eu estava empenhado no meu campo de força, mas quando vi um grupo de harpias se aproximando pelo céu tive que fazer algo, lancei três bolas de água numa, as bolas atravevessaram a parte interna do meu campo de força, já que eu autorizei. Não podia continuar usando meus poderes, não enquanto me concentrava no campo de força, vi algumas criaturas mandadas por Apolo e autômatos de Hefesto, vi uma águia autômata voando e gritei:
-Por favor, Ataque aquelas harpias que estão se aproximando pelo céu!
A águia pareceu me ouvir e foi rapidamente ao ataque das criaturas. Gritei para um cisne de apolo que voava ali perto:
-Hey, pode ajudar com aquelas harpias?
Ele foi voando graciosamente ao ataque. Dracaenaes se aprocimavam pela praia, gritei para algumas cobras de Apolo e cães autômatos para que atacassem o grupo, e o fizeram. Eu estava ofegante, a batalha estavasendo difícil, mesmo com nossos esforços, a vitória ainda parecia estar longe, o ser estranho, Crio, não nos atacava, mas só o seu tamanho já era bastante intimidador.
Olhei para Lok, estava do meu lado, parecia pronto para a batalha.
-Só mais um pouco Lok, você poderá lutar, na hora certa.


Armas:


✖Varinha/Espada: Só pode ser manejada pelos filhos dos Deuses do Submundo. Feita de tronco de árvore dos mortos com fibra de pena de fênix. Quando ativada pelo pensamento do seu dono torna-se uma espada de tamanho grande feita em seu punho da madeira da varinha e sua lâmina afiada das presas de feras mortas. Sempre volta para o seu dono.[Obrigatório]

✖Glimório/Escudo: O Glimório só pode ser aberto quando ele mesmo permitir, se for forçado mesmo que aberto suas páginas estarão em branco. Sua capa imperfurável de couro de Hidra, suas páginas são feitas de epiderme de sereia e o que nele foi escrito não pode ser manchado ou apagado, foi escrito com sangue de basilisco. Tornasse um escudo quando necessário.[Obrigatório]

✖Cartola do Mágico: Cartola negra de Cetim, é só Desejar, o que quiser o Semideus dê lá tirará, inclusive facas, punhais e objetos do tipo (menos armas de grande porte ou outro item mágico). Também poderá servir para armazenar itens do semideus.[Opcional]

• Mochila mágica: Uma mochila preta, simples e leve, a mesma é enfeitiçada para caber os itens que o semideus colocar. O máximo de itens que a mesma suporta é de 20. {By: Tia Melinoe}
Poderes:

----Filhos de Hécate----
Nível 5, Esferas d'água I : Quando próximo a um recipiente com uma quantidade considerável de água, o filho de Hécate consegue fazer 3 bolas grandes, e jogá-las com força em seus inimigos. Pode também controlar a bolha, caso encontre alguma outra utilidade para a mesma.
Custo: 20 pontos de Energia.
Tempo de Espera: -

----Grimório----
Aspida- Um escudo púrpura se forma ao seu redor em forma de cúpula, podendo proteger quem estiver perto de você num raio de cinco metros. Essa magia é instantânea, ocorre assim que a palavra for conjurada e é extremamente resistente. Seu ponto cego são ataques vindos de baixo.

Mascote:

Lok - Pode escolher entre um Lobo Infernal Negro ou um Cordeiro Negro. O ser estará repleto do poder de Hécate, tornando-se capaz de se transformar em um monstros por 5 rodadas para proteger o Semideus. A conexão entre ele e seu dono o permite sempre estar um nível a cima do mesmo.



thanks tiago © 2013


avatar
Henry N. Pond
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/12/2013

Ficha do personagem
Level: 22
Energia:
310/310  (310/310)
HP:
310/310  (310/310)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Ex-Staff04 em Sab Dez 21, 2013 4:48 pm

Exército calmo não?


Meu coração doeu. Eu estava no Olimpo, junto com meus filhos, Rafael e Rosie, mas eu não tinha só eles de filhos. Um dos meus filhos, eu senti, foi ferido. Uma ira enorme de ódio puro tomou conta de mim, meu sangue ferveu, borbulhou. Ninguém iria tocar mais um dedo em um filho meu. E no filho de ninguém.

Fechei meus olhos por alguns segundos, imaginado uma aura acalmadora em todos os inimigos. O meu ódio era tão forte, tão grande que por um momento até eu me soltei um sorriso.

A aura que enviei para o acampamento era de um roxo escuro para o preto. Densa, forte, mas só atingiria o Exército de Crio. A aura da boa morte foi deixando os inimigos mais calmos... mas não se confundam com o nome, o inimigo que for morto não terá uma morte assim tão boa. Quando os inimigos foram sendo atingidos pela aura, ficaram atordoados. Até as Harpias e Empousas que estavam voando deceram em um estado assustador. Eu sorri olhando para o meu broche.

– Ninguém... ninguém, encosta uma unha em um filho meu. – guardei o meu broche – Boa sorte semideuses... aproveitem.

Descrições:
Aura da Boa Morte – Não se deixe enganar pelo nome, quem é atingido por essa aura fica calmo por um momento, ao ponto de por uns segundos, esquecer o que estava fazendo. Quando tal inimigo é morto, não é levado para uma morte boa... nada boa.

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Lady Macária | Deusa da Boa Morte

A morte aparece de repente. Faça sua parte, seja feliz... e me espere!

Ex-Staff04
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 69
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 23
Localização : Aonde você menos imagina.

Ficha do personagem
Level: Infinit
Energia:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
HP:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Carol Angel em Sab Dez 21, 2013 8:18 pm

A batalha explodia. Eu podia ouvir as laminas das espadas colidindo uma com a outra. Era uma chuva de pó e sangue. eu estava mais longe da batalha "real" , pois estava com meu arco e atiro melhor de longe. De vez em quando eu ajudava alguns campistas, atirando nos monstros alados antes deles atacarem.  

Muitos deuses enviaram ajuda, um deles foi meu pai. A guerra estava uma bagunça organizada de monstros, campistas, antigos guerreiros,  fantasmas, animais de ouro.... e um titã enorme.

Acabei me distraindo um pouco enquanto olhava para o titã, que de vez em quando abria a boca e soltava um tipo de rugido.  Quando  voltei a prestar atenção na batalha, vi que eu estava um pouco... Digamos, encrencada.

Ao longe vi Harpias e uma empousa vindo em minha direção, pelo céu. Por terra vinha um ciclope armado com um tipo de bastão cheio de pontas agudas.

"O-ou" - Pensei.

-Grifos, me ajudem. - Pedi aos grifos enviados por meu pai. Dois grifos apareceram. Eles pareciam de ouro. Não, eles eram feitos de ouro. Com olhos pratas brilhantes.
-Distraiam as Harpias e a empousa. E se der... As matem.

Falei colocando uma flecha em meu arco. Nem vi direito que flecha era, só a peguei e a mirei no chão. Sim, no chão. Não perto do meu pé. E sim perto do ciclope que vinha caminhando apressadamente.  Mas eu tinha o tempo suficiente, já que eu não tinha que me preocupar tanto com as monstras aladas.

"3.... Flecha devastadora." - pensei e atirei. Só depois de ter atirado, percebi que era uma das minhas flechas abençoadas. Sera que daria o efeito certo?

Meu plano era o seguinte: E atiraria uma flecha devastadora, que abre uma enorme cratera no solo. E logo em seguida eu usaria a luz para cegar o único olho do ciclope. Que pelo meus cálculos cairia no buraco. Depois eu atordoaria ele o mataria.

Para a minha sorte, o plano deu certo. Quando a flecha se dividiu em cinco e acertou o chão, abriu um buraco enorme de largura e altura. Nem precisei cegar o ciclope. Ele estava tão distraído, de olho em mim, que nem viu o buraco se abrir.

Ele tentou escapar do buraco, mas algo o deteve. Parecia que ele tinha ficado calmo e tinha desistido de lutar. Eu não tenho tanta sorte assim a muito tempo, não pude perder essa chance. Eu sabia que isso não ia durar muito tempo. Aproveitei e atirei várias vezes no ciclope, até ele se reduzir a pó.

Os grifos tinham dado conta do recardo. As mostras estavam mortas.  Continuei me defendendo dos monstros, mas muitos haviam ficado calmo. Algum deus ou deusa havia feito isso. Tomara que dure bastante o suficiente.




coisas:
☀ Arco e Aljava Solar: arco de ouro com pequenos sóis entalhados por toda a sua extensão, contém o nome do dono. Muito resistente, nunca se quebra e sua corda jamais arrebenta ou se deteriora [vira um pingente em forma de sol].[Obrigatório]

☀ Aljava contento 20 flechas que possuem a ponta feita em ouro. Rodadas após a última flecha ser disparada a aljava volta a ficar carregada magicamente.[vira uma mochila] [Obrigatório]

☀ Adaga de Ouro: feita com bronze celestial e recoberta com ouro, surge quando necessário, desde que o dono esteja sendo tocado pela luz solar.[Opcional]


*Flecha abençoada: Se divide em outras cinco [infinita]



Ω Armadura Solar - Completamente feita de ouro imperial, super resistente. Foi enfeitiçada por Circe para não ter peso algum, sendo assim mais confortável para o usuário. Sob os raios solares ela se torna indestrutível. Quando desativada se transforma em um colar de ouro com um pingente de sol. {by: Circe}


- Aljava com 50 Flechas Teleguiadas: Podem ser perfeitamente controladas pelo campista após o lançamento.


*Pegaso abençoado por Éolo ( pode voar mais rápido do que qualquer criatura mágica)





poderes:
☼ Flecha devastadora
-Uma flecha lançada pelo filho ou arqueiro que pode fazer uma enorme cratera no solo.















------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Carol Angel
Filha de Apolo* 17 anos*Líder do chalé 7* Senhora do Tempo*Fred meu Bobo ♥️  Lovatic*Selenator*Smiler

Se você seguir seu coração, a vida é como uma obra de arte. - Demi Lovato
avatar
Carol Angel
Instrutores
Instrutores

Mensagens : 206
Data de inscrição : 24/12/2012
Idade : 20
Localização : in La La Land

Ficha do personagem
Level: 19
Energia:
280/280  (280/280)
HP:
280/280  (280/280)

http://ameninadiferent.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Toby Hudsson em Sab Dez 21, 2013 8:47 pm

E aí, quem vai encarar?
Tudo ou nada!


Ainda com meu arco e flecha nas mãos vi de tudo um pouco, os deuses agora estavam realmente interferindo na guerra fisicamente, mandando mais e mais criaturas, uma tropa de Grifos, Corvos com bicos de prata, cobras, lobos, zumbis de ferro e mais coisas vieram para o campo de batalha ao nosso auxilio, Ártemis também chegou lá fisicamente e lançou uma flecha em nossos inimigos, fiquei sorridente, por que os deuses não haviam nos abandonado e estavam ali lutando contra os monstros, que iam virando pó dourado, em minutos quase a metade do exército de Crio havia sido abatido, transformei meu arco em uma pingente e o coloquei em minha pulseira e peguei meu escudo olimpiano e minha Lança de Guerra, então dei um longo assobio, em meio a confusão toda quase não poderia se ouvir, mas para um ouvido animal poderia, estava chamando mueu Lobo, Leon para a guerra, sabia que ele ainda era novo, mas estava na hora de ser o mais feroz lobo de todos...
Depois de alguns minutos vi um lobo vindo em minha direção, e ele era diferente dos lobos de Apolo, ele era mais albino, era o meu mascote, mas em sua boca um tinha um tipo de esfera, ele correu até mim e quando chegou ao meu encontro soltou o Orbi no chão, era a minha mais nova arma, tinha ganhado de Natal, então senti um calor perto de mim, me virei e vi um Lestrigão com uma de suas bolas de fogo presetes a jogar uma em mim e no Leon, mas fui mais rápido e me abaixei e coloquei o escudo a minha frente e na frente do lobo.
Depois que o fogo se disipou me levantei e espetei a perna do grandão com a ponta da lança e Leon mostrou seus dentes e foi correndo na direção do Lestrigão e mordeu seu pé, o gigante deu um grito de dor e deu um soco em Leon, mas o pequeno lobo, comparado a altura do gigante consegui-o escapar, então corri na direção do monstro e escorreguei por entre as perna dele e fiz dois cortes horizontais na coxa dele,  ele virou em minha direção direção e soltou outro grito e tentou me esmagar com seu pé grande, mas coloquei o escudo entre mim e ele e usei a minha Força para conseguir tirar o pé do lestrigão de  cima do meu escudo, me levantei e procurei minha lança, mas ela estava a cerca de dois metros de mim, mas o Lestrigão já estava se levantando, então gritei pra ele:Ei, grandão!- oLestrigão olhou para mim e eu coloquei o Rubi do meu Escudo Olimpiano no meio e o Lestrigão ficou hipnotizado, pois era um tipo de habilidade do escudo.
Então corri até a Lança enquanto o Monsrto estava hipnotizado e quando a peguei a joguei na testa do Lestrigão que se disipou em pó dourado, voltei meu olhar para Leon, mas ele não estava ali, então ouvi um tipo de uivo vindo de perto da floresta, era o Leon uivando, então sorri ao vê-lo bem, e o mandei ir para a floresta se esconder lá.
Depois de ver o Leon se esconder ouvi uma trombeta, não era um trombeta normal, parecia aquela que os gregos utilizavam em guerras, me virei para ver quem estava tocando a trombeta e vi, nada menos, e nada mais que meu Pai, e junto a ele em bigas diferentes, meus meios irmãos, Deimos, Fobos, Anteros e Enyo, além de Éris, que estava ao seu lado, ele estava com seu escudo e com sua lança, além de estar equipado com sua armadura vermelho-sangue e seu elmo, sorri ao vê-lo, e disse: Oi, Pai...- depois vi que todos os meus meios irmãos começaram a voar por todo o campo de batalha, espalhando caos, medo, terror e tudo mais.
E do nada o exército de Ares atacou o de Crio, sorri e chamei vários Espartanos, mais ou menos uns 5, e fiz um tipo de tropa pessoal para mim, então guardei meu escudo olimpiano e minha Lança e transformei novamente meu pingente de Fênix em Arco,  então os Espartanos fizeram um quadrado em minha volta pra ninguém me acertar e eu imaginei em várias flechas que quando tocassem algo explodissem e saísse vários pedaços de ferro estíge, e muitas apareceram no cordel, mirei onde tinham vários lestrigões e disparei diversas flechas tentando acerta-los, meus esforços estavam até meio que sendo úteis...
Parei um pouco para olhar o que estava acontecendo em volta, e percebi que Crio havia se manifestado fisicamente, ele era um Gigante aos meus pés, só consegui ver de sua cintura pra cima, por incrível que pareça eu não conseguia ver suas pernas, talvez fosse a névoa ou algo assim, então o analisei e tentei ver algum ponto fraco, mas nada...


Arma levada por Leon:

Orbi destrutivo: Quando jogada no campo de batalha, causa uma enorme explosão de energia, só que fica dependendo da quantidade de energia que o semideus depositou em seu núcleo, sempre volta para a mão do seu portador depois de três turnos, só pode ser usada pelo portador e por fim, o tamanho de cada explosão causada pela quantidade de energia armazenada, varia conforme a vontade do narrador da missão, inquebrável.

Leon- Lobo de pelagem branca, com suas patas cinzas, dentes e garras bastantes afiados, olhos cor de mel, fuçinho preto e rabo cinza (level 10)


ONDE: Praia -VESTINDO: LINK - COM: Pessoas até demais...  - HUMOR: Feliz (?).



avatar
Toby Hudsson
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 21
Localização : Atrás de você

Ficha do personagem
Level: 18
Energia:
270/270  (270/270)
HP:
270/270  (270/270)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Ryan C. Black em Sab Dez 21, 2013 8:50 pm

Aquilo estava realmente uma bagunça.
Monstros do bem, monstros do mal, semideuses e um titã. Uma verdadeira salada, ou, um restaurante com diversos sabores. Ou sei lá como é essa frase.

Parei de pensar assim que ouvi alguém gritar meu nome. Olhei para o lado e me assustei ao ver Abby, olhando para mim, feliz. Suspirei, ao ver que ela está bem e quando estava prestes a falar alguma cosia, ela lançou um anel, uma caneta e um cantil com néctar e rapidamente, a Mensagem de Iris sumiu.

Guardei os itens na mochila e agradeci mentalmente a Abby. Rapidamente, olhei ao redor vendo quem eu poderia fazer Atticus congelar. Observei dois ciclopes gigantes aparecerem dos barcos e irem para a praia e rapidamente, Atticus voou até eles. Com um rugido, ele lançou seu ataque de gelo e logo, os ciclopes estavam congelados. Dois cisnes enviados por Apolo que voavam perto de mim lançaram penas identicas as folhas cortantes de um loureiro dourado e logo, o gelo havia se partido, junto ao corpo dos ciclopes.

Peguei meu arco e mirei uma flecha inteiramente de ferro estigio em uma harpia que voava em minha direção e ela se transformou em pó. Outra logo fez o mesmo quando atirei uma flecha do mesmo material em sua direção.

Chamei um grifo que voava ao meu lado e indiquei a ele Kurt, um filho de Ares que parecia estar um pouco distraido na batalha. O grifo acenou e voou até ele, protegendo-o de uma harpia que se aproximava. Mandei um dos automatos dee Hefesto e dois guerreiros mandados por Ares fazer o mesmo.

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Ryan C. Black
avatar
Ryan C. Black
Monitores
Monitores

Mensagens : 88
Data de inscrição : 17/10/2013

Ficha do personagem
Level: 19
Energia:
280/280  (280/280)
HP:
280/280  (280/280)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Convidado em Sab Dez 21, 2013 9:00 pm



Focado...



Na verdade foi a primeira vez que lutei com três ciclopes ao mesmo tempo, eles se moviam rápidos para monstros de cinco metros com machados e corpo gordo e pesado, se não fosse minha visão detalhada e capacidade de concentrar em pelo menos sete coisas ao mesmo tempo eu estaria perdido, mas...

Movi meu corpo para esquerda quando percebi que a espada vinha na direção deste flanco, meu escudo voltou a bracelete e meu pingente de raio virou uma lâmina azulada que usei para defender um golpe de machado enquanto meu braço esquerdo cravava minha arma de cristal no peito daquele ser, realmente eram golpes em direções diferentes que davam certo. Rolei pela areia desviando do machado do outro, cruzei minhas armas e aparei um martelo de guerra que iria esmagar meu peito. Mesmo com a dor do golpe eu cravei minha espada em seus dois ombros e desci minhas lâminas o desfazendo em poeira. Quando quis lutar com o outro um pouco cansado pelos movimentos rápidos num curto espaço de tempo, percebi que ele ficou atordoado por uma aura roxa, nem pedi tempo ficando minha arma em seu peito e virando meu rosto.

Estava chovendo seres alados, peguei meu arco da perfeição e derrotar alvos praticamente parados com flechas na velocidade da luz era bem mole, riscos dourados cortavam o ar e quando acertavam se abriam em explosões vermelhas, dracaenas, empousai e harpias se desfaziam graças ao meu arco, porém era um descanso para meu corpo e tempo para pensar, já que os seres que passavam pela linha do exército do Submundo eram abatidos agora. Assustei ao me ver do lado do Menelau o qual carregava um martelo de combate enorme, peguei meu arco e mantive na mão esquerda enquanto eu fazia minha arma de cristal retornar as mãos e descrevi arcos derrotando os monstros que adormeciam logo a minha frente esperando que aquele efeito durasse, mas depois de cinco seres derrotados esperei um pouco retomando o fôlego

Código:
Habilidades com espadas III – maneja espadas com facilidade, conseguindo realizar movimentos com grande grau de dificuldade.

♦ Nível 39 ♦
Visão Detalhada (avançada) – Você pode ver objetos que estejam a até 1000 km/h nos seus mínimos detalhes.

♦ Nível 9 ♦
Concentração - sua mente e focada e pode direcionar sua atenção para onde desejar com facilidade e até dividi-la, tendo a capacidade de pensar em até 7 coisas simultaneamente, o que possibilita um raciocínio mais amplo e veloz além de imunidade a habilidades que atacam exclusivamente a mente.




Prince of Olimpo, Lord of the Time.
--------------------------------------------
@Lilah

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Administrador em Dom Dez 22, 2013 7:39 am


Batalha contra Crio - Post 12
O esforço dos Olimpianos para contribuir nessa batalha não era pouco, os deuses faziam o que podiam. Ártemis estava comprometida na luta ao lado dos meio-sangues para destruir o exército de monstros. Ares e Hades permaneciam no campo de batalha com suas tropas mas sem nem ao menos realmente lutar. Outros como Hefesto, Apolo, Macária e Melinoe ajudavam indiretamente. Mesmo assim Crio parecia tranquilo, mas não ficaria parado. Os mirmidões de Aquiles lutavam bravamente perto do titã contra um batalhão de hiperbóreos. O titã avistou o famoso herói e seu exército, então fez praticamente o que já era esperado desde que surgiu.
O gelo próximo ao titã pareceu se mover, como uma onda no oceano, porém, essa onda ao passar sobre qualquer coisa a arremessava para cima. Os mirmidões foram jogado a alguns metros de altitude e quando voltaram ao chão centenas de estalagmites se formaram e então os destruíram. Aquiles sobreviveu, mas não por muito tempo. Crio pegou o jovem com sua mão direita e o colocou em frente aos seu rosto, onde o fitou com raiva. Os olhos do titã brilharam e então ele abriu sua boca, onde jogou o filho de Tétis. Aquiles estava definitivamente fora de combate.
Sem a tropa de Aquiles os monstros partiram para atacar a praia, outra porção de criaturas foram ao encontro do exército de Hades e Ares, que mesmo sendo composto por ex-soldados mortos o fato era que a grande maioria lá não sabia enfrentar monstros como aqueles.
Prazo:

16 horas
avatar
Administrador
Admin

Mensagens : 205
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

http://pjoonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Cassie Hudsson em Dom Dez 22, 2013 8:42 am

Guerra
Com: alguém; humor: algum; vestindo; [url= isto.]isto. [/url]

Cassie olhou assustada para o campo de batalha que surgia a sua frente. Não podia ser vista porem seu medo ainda corria pelas veias. Soul cintilou em suas mãos e já não havia outro opção se não correr para a luta. Em sua frente criaturas surgiam destruindo tudo o que viam a frente, mesmo com a ajuda dos deuses, ainda não parecia o suficiente.
Voltou para sua forma normal, juntando todas as suas forças repetiu um movimento cujo já lhe era esquecido. Era uma ceifadora, matar pessoas deveria ser sua especialidade. Em alguns segundos, sete garotas apareceram ao seu lado, ambas idênticas a semideusa. Olhou para suas próprias duplicadas e sorriu para si mesma voltando a forma Etérea e correndo em direção a manada de monstros.
- Tentem me achar agora- murmurou Cassie.
Sua espada girou a 45° e entrou para dentro da carne do peitoral de um Ciclope, todas as outras duplicatas fizeram exatamente o mesmo movimento e logo a criatura transformou-se em um pó dourado. Cassie arrancou o colar dourado de seu pescoço e sentiu o arco moldando-se em sua palma, esquentando-a de leve. Puxou a corda na altura de seu ombro e desejou que mais uma flecha explosivo lhe surgisse. Assim sendo, atirou a flecha em direção a um grupo pequeno de monstros que se aproximava cada vez mais e assistiu de perto a explosão de pó dourado que misturava-se com a areia.
Puxou novamente a corda do arco desejando que uma nova flecha surgi-se na mesma. A flecha disparou por todo o campo de batalha e explodiu por cima de alguns monstros que não foram capazes de fugir, novamente o brilho dourado apareceu sobre a areia. Uma harpia correu em direção a Cassie que esquivou-se para o lado e a acertou no abdômen com sua espada, um golpe rápido porem desesperador, a harpia tornou-se pó como toda as outras. Virou-se para trás e deparou-se com suas duplicatas lutando bravamente, porem, apenas três delas haviam sobrevivido.
Poderes Utilizados:
Forma Etérea.
Nível 1 - Duplicação - Capacidade de criar almas, moldando-as com as suas características físicas. [Pode criar a quantidade que acha ser necessária, mas lembrando se exagerar perderá muita energia, chegando ao ponto de desmaiar]

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Cassandra Hudsson
Tried institutions of the mind and soul. It only taught me what I should not know. Oh the answer well who would have guessed. Could be something as simple as this, something as simple as this?

avatar
Cassie Hudsson
Filhos de Melinoe
Filhos de Melinoe

Mensagens : 88
Data de inscrição : 30/10/2013
Idade : 21
Localização : Submundo

Ficha do personagem
Level: 16
Energia:
230/230  (230/230)
HP:
230/220  (230/220)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Henry N. Pond em Dom Dez 22, 2013 11:19 am



O ataque
Praia

O escudo continuava protegendo a mim e a todos os semideuses que estavam dentro dele, mas os monstros continuavam a se aproximar, Crio acabou com as formigas que lutavam  contra outros monstros e depois jogou Aquiles na sua boca, e já era outro exército. Parei de prestar atenção na batalha dos outros e olhei pra minha própria, bem, mais ou menos. Dracaenaes se aproximavam por terra. Olhei para Lok que estava posicionado ao meu lado, falei:
-Lok, vire monstro e... abocanhe qualquer inimigo, vai!
Lok saiu da minha barreira e virou um enorme lobo infernal negro-monstro, que foi lutar contra as dracaenae, a forma monstro não duraria muito, portanto assim que o efeito acabasse faria ele voltar para minha barreira.
Observação:

Lok - Lobo Infernal Negro
Forma monstro
### Rodada 1/5 ###


Armas:


✖Varinha/Espada: Só pode ser manejada pelos filhos dos Deuses do Submundo. Feita de tronco de árvore dos mortos com fibra de pena de fênix. Quando ativada pelo pensamento do seu dono torna-se uma espada de tamanho grande feita em seu punho da madeira da varinha e sua lâmina afiada das presas de feras mortas. Sempre volta para o seu dono.[Obrigatório]

✖Glimório/Escudo: O Glimório só pode ser aberto quando ele mesmo permitir, se for forçado mesmo que aberto suas páginas estarão em branco. Sua capa imperfurável de couro de Hidra, suas páginas são feitas de epiderme de sereia e o que nele foi escrito não pode ser manchado ou apagado, foi escrito com sangue de basilisco. Tornasse um escudo quando necessário.[Obrigatório]

✖Cartola do Mágico: Cartola negra de Cetim, é só Desejar, o que quiser o Semideus dê lá tirará, inclusive facas, punhais e objetos do tipo (menos armas de grande porte ou outro item mágico). Também poderá servir para armazenar itens do semideus.[Opcional]

• Mochila mágica: Uma mochila preta, simples e leve, a mesma é enfeitiçada para caber os itens que o semideus colocar. O máximo de itens que a mesma suporta é de 20. {By: Tia Melinoe}
Poderes:

----Grimório----
Aspida- Um escudo púrpura se forma ao seu redor em forma de cúpula, podendo proteger quem estiver perto de você num raio de cinco metros. Essa magia é instantânea, ocorre assim que a palavra for conjurada e é extremamente resistente. Seu ponto cego são ataques vindos de baixo.

Mascote:

Lok - Pode escolher entre um Lobo Infernal Negro ou um Cordeiro Negro. O ser estará repleto do poder de Hécate, tornando-se capaz de se transformar em um monstros por 5 rodadas para proteger o Semideus. A conexão entre ele e seu dono o permite sempre estar um nível a cima do mesmo.



thanks tiago © 2013


avatar
Henry N. Pond
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/12/2013

Ficha do personagem
Level: 22
Energia:
310/310  (310/310)
HP:
310/310  (310/310)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Ryan C. Black em Dom Dez 22, 2013 11:36 am

-Nossa. -Observei enquanto Crio engolia Aquiles inteiro. Canibal. -Atticus, me lembre de ficar bem longe daquele titã.

O dragão fez um som que parecia uma risada draconiana e voltou a investir contra dois hiperbóreos, atirando sua rajada de gelo que provavelmente teria pouco efeito, mas ajudaria. Ele utilizou sua cauda para acertar os gigantes do norte e com isso, eu rapidamente puxei a corda de meu arco, invocando uma flecha de fogo e lancei no primeiro Hiperbóreo, vendo ele sair correndo de um lado para o outro, pegando fogo e sendo perseguido por um dos lobos de Apolo.

O outro hiperbóreo investiu contra mim, e me fez cair de Atticus. Puxei minha espada enquanto o arco magicamente sumia de minhas mãos e logo, eu estava em uma luta "mano-a-mano" contra o gigante. Investi contra ele, desviando de um soco e acertando a sua perna com a minha espada dos terremotos. Ele aproveitou a chance e acertou um chute no meu braço, fazendo eu soltar a espada.

Recorri ao anel que Abby havia me dado. Levantei a mão, com o anel ali e logo, gelo surgiu do chão e congelou por inteiro o hiperbóreo, fazendo ele ficar visível entre o material congelado. Logo, dois corvos com bico de prata começaram a rachar o gelo, destruindo o monstro enquanto eu voltava a montar em Atticus.


------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

Ryan C. Black
avatar
Ryan C. Black
Monitores
Monitores

Mensagens : 88
Data de inscrição : 17/10/2013

Ficha do personagem
Level: 19
Energia:
280/280  (280/280)
HP:
280/280  (280/280)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Convidado em Dom Dez 22, 2013 12:09 pm



Energa primordial...



Os mirmidões foram esmagados pela força destrutivado Crios, o exército que lutava logo abaixo o titã se libertaram do que os atrasava e vieram em massa contra nós, agora a coisa ficou pior do que era, por que teríamos que nos preocupar com muita ameaça ao mesmo tempo. Tive alguns segundos para tentar pensar em algo para atrasar aqueles bichos, só pensei nos meus poderes com energia primordial.

Concentrei meu poder no gelo e de onde as criaturas vinham com velocidade surpreendente e lancei ondas de energia primordial que se alastravam pelo chão desintegrando tudo aquilo que tocasse, provocando muito pó dourado assim que tocasse, três ondas de energia. Tomei minha espada de volta para flutuar e lutar contra harpias que avançavam pelo ar, defendi um golpe de garras e desviei do chicote de espinhos de outra, manipulei o vento para dar um impulso passando por dentro da harpia com minha espada e mesmo recebendo uma chicotada no peito que fora parada pela minha armadura fiz um X com a espada a derrotando.

Pousei para lutar com um lestrigão que atirou com sua bola de bronze, desviei com minha velocidade e avancei enquanto outra esfera já libertava chamas, expandi meu escudo o assustando com a figura da Medusa que o fez hesitar, cravei minha espada em sue peito e depois fatiei sua coxa o vendo parar em poeira, mas sem a ajuda dos deuses ficaria difícil lutar. Quando virei meu corpo percebi que uma dracaena cravaria a lança em meu peito se uma das fúrias não o desfizesse em poeira, um pégaso de bronze surgiu atacando um ciclope e eu ataquei uma empousa que pousou em mim, matei-a com dois golpes limpos e rápidos, mas a coisa estava ficando feia...

Código:
♦ Nível 60 ♦
Energia Primordial III – Você controla a energia por completo, podendo usar tanto para ataque quanto para defesa.






Prince of Olimpo, Lord of the Time.
--------------------------------------------
@Lilah

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Ex-Staff02 em Dom Dez 22, 2013 12:21 pm

O exército de Aquiles foi derrotado pelo Grande Poderoso, observei aquela cena sem demonstrar nenhum sentimento enquanto avancei com meus cavalos zumbi contra os monstros que agora passava pelo gelo. Minha espada liberava chamas negras que queimavam seres, deixei que mortos continuassem a sair armados para guerra sobre o comando de Castor e Pólux para o campo de batalha, mas eu destruía os seres inimigos.

De repente um grupo de hiperbóreos atacou minha biga a destruindo, saltei a tempo de se quer sujar meu manto, os rostos em desespero que cobriam minha capa os assustaram e minha espada cortou o pescoço dos dois, usei o poder de meu capacete da invisibilidade e fiquei invisível, usei meus podes negros e uma nuvem negra surgiu no espesso gelo com um veneno mortal para aqueles seres que os sufocavam, queimavam e fazia sofrer tudo que eles fizeram em toda sua vida e também sofrendo todo castigo que suas vítimas sofrem, aquele gás era conhecido como Névoa do Campo de Punição.

Dei uma última ordem que era par ao Cérbero chegar em combate e proteger minha filha Bianca e continuei a decapitar todos os seres que passavam por mim sem perceber pela minha invisibilidade.

Ex-Staff02
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 116
Data de inscrição : 13/11/2013

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Ártemis em Dom Dez 22, 2013 12:43 pm

Guerra
Com: alguém; humor: algum; vestindo; [url= isto.]isto. [/url]

Aquiles já havia sido derrotado. Ártemis observou em volta de si como cada semideus dava tudo de si para derrotar o inimigo. Apontou seu grandioso arco para um grupo de monstros situado na praia, atirou sua flecha lunar em direção a eles e assistiu a explosão de pó dourado caindo sobre a areia.
Fechando os olhos fez com que raízes  divinas levantassem do chão e agarrassem alguns monstros com força dando a oportunidade para que os semideuses pudessem mata-los facilmente. Do chão, lobos lunares surgiram para lutar ao lado dos semideuses e defende-los até a morte.
Presentes de Ártemis:
Raízes: Apenas monstros de pequeno porte (Ex: Harpias) foram pegos pelas as raízes. Elas não durarão por tanto tempo, apenas por alguns minutos. 10 na defesa.

Lobos Lunares: Pelos prateados e olhos azuis. Obedecem o comando de qualquer campista. 50 no ataque, 50 na defesa

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

you're still an innocent
LADY ÁRTEMIS
thanks to Larissa
avatar
Ártemis
Deuses Maiores
Deuses Maiores

Mensagens : 46
Data de inscrição : 02/11/2013

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Kyros A. Weisen em Dom Dez 22, 2013 12:59 pm

Eu ainda estava montado no Pégaso e eu vi Crio devorar Aquiles. Gritei de raiva e sai do Pégaso me dirigindo a um ciclope enorme de 6 metros, ele estava com um machado enorme, tão grande que ocupava suas duas mãos, o machado desceu mas encontrou a areia, pois eu corri pro lado e acertei um golpe no joelho do monstro, depois um na base nas costas e arranquei um pé do monstro. Ele urrou de dor e eu sorri correndo em volta dele e parando até ele ficar de costas, eu corri até ele com minhas duas espadas fiz um corte enorme em sua nuca, ele caiu no chão virando poeira e eu olhei para Crio. Tentava manter uma distancia segura e saudável do titã enquanto tentava matar as monstros, montei no Pégaso Automato e pedi pra ele ir até outro ciclope, eu já tinha estabelecido uma meta, eu iria tentar matar o máximo que podia de ciclopes e eu achava que isso podia facilitar a vida de todos os outros meio-sangues, finalmente avistara outro menor de dois metros, o Pégaso o atropelou o jogando no chão e eu pulei nas costas dele fazendo um corte, ele rolou mas eu felizmente consegui sair, finquei minha espada em sua barriga mas ele me deu um tapa que me fez cair pra traz, ele ia partir pra cima de mim mas foi atropelado pelo Pégaso que o pisoteou e eu corri até ele ficando a espada em sua cabeça, montei no Pégaso e me distanciei mais de Crio

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

“Aquele que combate monstros deve tomar cuidado para que ele mesmo não se torne um. E, se olhar muito tempo para o abismo, o abismo te encara de volta.” – Freud Niëtzche

Kyros A. Weisen
Monitores
Monitores

Mensagens : 125
Data de inscrição : 16/10/2013

Ficha do personagem
Level: 15
Energia:
240/240  (240/240)
HP:
240/240  (240/240)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Administrador em Dom Dez 22, 2013 3:46 pm


Batalha contra Crio - Post 13
O combate seguia sem nada definido, porém, os semideuses apenas assistiam à destruição de Aquiles. Crio não fez esforço algum para destruir os mirmidões, fora um massacre. Todos os semideuses continuavam a lutar bravamente contra a horda de monstros sob o comando de Crio. O titã observou atento os combates que ocorriam, seu exército de monstros diminuía consideravelmente.
O titã levantou seu braço escamoso e o deixou sobre a maior concentração de guerreiros e monstros. As deformações do seu braço começaram a se soltar e então cair dobre os combatentes logo abaixo. Eram enormes bolas de gelo no tamanho de caminhonetes esmagando tudo o que estava no solo. Aliado ou inimigo, as esferas de gelo não faziam distinção, apenas matava o que estivesse em seu caminho.
Mais alguns segundos de recesso, todos olharam na direção do titã e dos soldados esmagados. Bastou um simples movimento para que dizimasse tantos. As esferas então começaram tremer e então a rachar, o gelo de seu exterior estava se partindo sozinho, revelando algo que mudaria o rumo daquela batalha. As esferas eclodiam como ovos e de dentro de cada uma saia um ser de forma humanoide, quatro braços e pele azulada. Gigantes de gelo com dois metros de altura, cada um de suas quatro mãos empunhava uma espada que parecia feita de diamante devido sua forma perfeita e seu brilho incrível. Os novos guerreiros avançaram contra as tropas divinas, os pegando de surpresa. Seus poderosos braços moviam as espadas com velocidade e facilidade. As lâminas cortava, empalavam, dilaceravam. Os enormes soldados davam giros de 360° e com suas quatro armas destruíam dezenas de soldados. Era um poder destrutivo incrível.
Inimigos:

Gigantes de Gelo: seres feitos completamente de gelo, porém, não são afetados por qualquer tipo de calor, ou seja, não podem ser derretidos. Extremamente rápidos e com uma força incomum. Possuem quatro braços e em cada mão empunham uma lâmina feita do mesmo matéria que eles. [HP: 600/600 – Energia: 600/600]
Prazo: 09:00 horas
avatar
Administrador
Admin

Mensagens : 205
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do personagem
Level: 1
Energia:
100/100  (100/100)
HP:
100/100  (100/100)

http://pjoonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Henry N. Pond em Dom Dez 22, 2013 4:45 pm



O ataque
Praia

Enquanto eu me concentrava na minha barreira não podia fazer muita coisa, Lok lutava contra os monstros que se aproximavam na praia, a batalha estava até um pouco equilibrada, mas a situação não durou por tanto tempo, Crio fez bolas de gelo gigantescas que saíam esmagando tudo em seu caminho, depois essas bolas chocaram dando origem a gigantes de gelo humanóides de pele azul, com quatro braços, e em cada um deles os gigantes tinham uma espada. Imaginava que se os monstros começassem a atacar minha barreira, não seria tão fácil, principalmente se fosse aqueles gigantes. Comecei a lançar bolas d'água na cara dos gigantes, não faria muito efeito, mas talvez os distraísse para que algum semideus os atacassem.
Observação:

Lok - Lobo Infernal Negro
Forma monstro
### Rodada 2/5 ###


Armas:


✖Varinha/Espada: Só pode ser manejada pelos filhos dos Deuses do Submundo. Feita de tronco de árvore dos mortos com fibra de pena de fênix. Quando ativada pelo pensamento do seu dono torna-se uma espada de tamanho grande feita em seu punho da madeira da varinha e sua lâmina afiada das presas de feras mortas. Sempre volta para o seu dono.[Obrigatório]

✖Glimório/Escudo: O Glimório só pode ser aberto quando ele mesmo permitir, se for forçado mesmo que aberto suas páginas estarão em branco. Sua capa imperfurável de couro de Hidra, suas páginas são feitas de epiderme de sereia e o que nele foi escrito não pode ser manchado ou apagado, foi escrito com sangue de basilisco. Tornasse um escudo quando necessário.[Obrigatório]

✖Cartola do Mágico: Cartola negra de Cetim, é só Desejar, o que quiser o Semideus dê lá tirará, inclusive facas, punhais e objetos do tipo (menos armas de grande porte ou outro item mágico). Também poderá servir para armazenar itens do semideus.[Opcional]

• Mochila mágica: Uma mochila preta, simples e leve, a mesma é enfeitiçada para caber os itens que o semideus colocar. O máximo de itens que a mesma suporta é de 20. {By: Tia Melinoe}
Poderes:

----Filhos de Hécate----
Nível 5, Esferas d'água I : Quando próximo a um recipiente com uma quantidade considerável de água, o filho de Hécate consegue fazer 3 bolas grandes, e jogá-las com força em seus inimigos. Pode também controlar a bolha, caso encontre alguma outra utilidade para a mesma.
Custo: 20 pontos de Energia.
Tempo de Espera: -
----Grimório----
Aspida- Um escudo púrpura se forma ao seu redor em forma de cúpula, podendo proteger quem estiver perto de você num raio de cinco metros. Essa magia é instantânea, ocorre assim que a palavra for conjurada e é extremamente resistente. Seu ponto cego são ataques vindos de baixo.

Mascote:

Lok - Pode escolher entre um Lobo Infernal Negro ou um Cordeiro Negro. O ser estará repleto do poder de Hécate, tornando-se capaz de se transformar em um monstros por 5 rodadas para proteger o Semideus. A conexão entre ele e seu dono o permite sempre estar um nível a cima do mesmo.



thanks tiago © 2013


avatar
Henry N. Pond
Indefinidos
Indefinidos

Mensagens : 105
Data de inscrição : 11/12/2013

Ficha do personagem
Level: 22
Energia:
310/310  (310/310)
HP:
310/310  (310/310)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [TRAMA] Batalha contra Crio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum