Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Seg Nov 25, 2013 2:46 pm


Help! I need somebody!
Algo dizia que tinha alguma coisa errada ali. Nunca havia ocorrido um ataque desses antes, ao menos não neste local. São Francisco era geralmente conhecido por ser um lugar distantes de monstros e seres perigosos sobrenaturais. Portanto, aqueles ataques eram obviamente propositais. Mas eu não poderia deixar as coisas correrem daquela maneira, tinha que dar um jeito.

Andei de um lado à outro no meu jardim, com toda quela cena se passando em minha cabeça... talvez realmente não fosse uma coisa que eu devesse me meter, afinal sou apenas uma deusa menor. E então o ruído estridente me fez olhar mais uma vez para a tela projetada em uma das árvores. Uma pequena garotinha de no máximo 7 anos gritava e corria; suas vestes eram sujas e tinha ferimentos ao longo do corpo. Não pode ser... era... uma cria minha.

Coloquei as mãos na boca para abafar um grito, não podia ficar parada. Rapidamente fiz contato com o Acampamento Meio-Sangue, e pedi a Quíron que me enviasse seu semideus mais capaz para aquela luta. Ele teria não só que recuperar minha pequena, como também acabar com os ataques frequentes no local. Sua resposta foi: Stark está apto a isso, lhe enviarei imediatamente.

* * *

Pedi que um táxi especial fosse buscá-lo para deixá-lo em uma rua pequena, a mesma que vi a menina. Expliquei toda a situação através de um bilhete, que lhe foi entregue pelo motorista. Eu apostaria todas as minhas fichas no menino.

Regras:
*Você tem 24 horas para postar aqui.
*Leve em conta coerência e ortografia.
*Pode levar duas armas de ataque e duas de defesa. Também algum apetrecho mágico ou especial.
*Poderes até o level 81.
*Narre como foi interceptado por Quíron e sua preparação para a missão. O táxi estava te esperando no topo da Colina Meio-Sangue; era negro e o motorista era um cadáver. Quero suas emoções e sensações completamente explícitas.
*Logo que for deixado na rua, haverá um ciclope de quase 3m de altura. Lute com ele mas espere que eu diga se conseguiu matar ou não.

Boa Sorte!
"LEGENDA"
NARRAÇÃO  - FALA 1 - FALA 2 - FALA 3 - PENSAMENTO
@Lilah

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Seg Nov 25, 2013 7:29 pm

Sinceramente ser um tutor de esgrima ou combate com monstros não é algo fácil, principalmente quando os garotos são novatos. Tive que fazer o básico com eles, eu achei que como Quíron me coloco nessa turma seria apenas para leva-los direto para área de monstros e os auxiliar com movimentos e tudo mais, porém tive que mostrar como se empunha uma lâmina e aquele passo a passo bem chato. Em resumo, o dia estava até agora chato, ainda bem que disse até agora.

Com um até breve eu saia calmamente da Arena, os garotos ficaram batendo e fatiando um boneco de palha, eu consigo recordar que antigamente era comum eu perder o dia todo naquele atividade exaustiva, agora isso valeu a pena. Antes que eu pudesse se quer sair da área de treino o centauro que também é meu tutor, Quíron, abordou-me com o rosto preocupado, o que quer dizer que, tirando pela minha vasta experiência com o homem, eu teria uma missão.
- O que te preocupa Quíron? Se forem os garotos, eles estão indo bem...
- Antes fosse Arthur, na verdade é um pedido de sua irmã, Perséfone.
- Minha irmã? O que houve?- Digo já preocupado com o que pode estar acontecendo para uma deusa pedir auxílio aos semideuses.
- Estão ocorrendo ataques de monstros em São Francisco e para piorar a situação uma menina, filha de Perséfone, está fugindo desses bichos. Você precisa ajudar a menina e acabar com esses monstros. Aceita?
- Claro, vou pegar minhas coisas. Como devo ir para lá?
- Ela disse que teria uma condução lhe esperando no alto da colina, boa sorte.

Não perdi tempo respondendo ao Quíron, na verdade eu rompi a área comum com extrema velocidade já pegando as coisas que eu precisaria. Meu anel de safira estava no meu dedo, minha principal lâmina dificilmente está longe, assim como meu amuleto mágico pendendo ao peito. Observei meu arco da perfeição sobre minha cama e não precisava o levar comigo, ele aparecera se necessário. Coloquei meu bracelete dourado no pulso e vesti minha armadura do espaço tempo, coloquei as lentes do Véu do Tártaro e sai com alguns dracmas no bolso, além de uma mochila com roupas e tudo mais.

Sinceramente eu não esperava encontrar um cadáver dirigindo. Quando digo um cadáver é realmente um cara morto, com pele pálida e olhos fundos, roupas em farrapos e aquele cheiro ruim de Submundo, se bem que alguns lugares lá são cheirosos, provavelmente. Die um rápido olá ao ser que nem falava, entrei no carro negro com o dedo polegar mexendo no eu anel de cristal enquanto eu observava o homem, se ele me levasse para uma armadilha ele provavelmente morreria antes de dizer surpresa.

Fiquei pensativo enquanto as imagens corriam turvas pelo vidro do carro, acho que deveríamos estar viajando pelas sombras como já vi um filho de Hades fazer, mas meu corpo estava se recuperando do treinamento com alta velocidade, esse fato me alegra de não ter perdido a prática depois de tanto tempo descansado e rondando os Estados Unidos atrás de respostas. Fiquei algumas vezes olhando o motorista moribundo, realmente somente um ser do Mundo Inferior poderia ter enviado aquele homem morto para guiar um taxi tão velozmente, eu tinha que corresponder com as expectativas da Perséfone, esse sentimento ficou mais forte quando o carro parou.

Durante a viagem eu fiquei lendo um papel com caligrafia delicada e suave, esse papel detalhava que um ataque não tão comum estava ocorrendo nessa cidade, São Francisco, que uma de suas filhas corria grave perigo e que eu precisava salvar o lugar e sua herdeira, eu me senti na responsabilidade de um Hércules ou Perseu quando eles deixavam suas terras naquelas grandes aventuras, tudo isso aumentou quando observei duas figuras que em fizeram ter sensações diferentes.

Assim que saltei do banco eu avistei a menina, uma criança que poderia ser o símbolo de ingenuidade, com ferimentos pelo corpo que na mesma hora me fez lembrar de um garoto que vi na Rússia que era filho de Nyx, um garoto que tinha como pai um tirano russo que matei como sacrifício do menino. A espada que carrego em forma de anel foi fruto desse combate, estava abençoada com a pureza dele e jurei jamais esquecer seu ato de coragem, então não poderia deixar que aquele ser horrendo que se aproximava com um sorriso tenebrosos fizesse algo com ela.

Era um ciclope com três metros de altura, carregava em sua mão um porrete grande e desforme, ameaçava matar a menina que se esgueirava pela parede atormentada. Sem pensar duas vezes eu expandi minha espada de cristal na mão e ataquei com um arco que cortou de leve o braço esquerdo do monstro. O meu inimigo me olhou intrigado enquanto a menina parecia ainda ter dúvidas sobre confiar em mim, não tive tempo de me apresentar por que o ser atacou com seu porrete me obrigando a abrir meu escudo com a cabeça da Medusa gravada na frente que além e lhe assustar e diminuir a intensidade do golpe, serviu como proteção. Chute suas pernas e ele se afastou, nesse momento disse:
- Não tem vergonha de lutar com uma menina? Derrote a mim.
- Eu farei isso.

Antes que ele pudesse ter alguma reação de ataque ei já avançava contra ele, não costumo esperar um movimento sempre, estoquei contra sua perna e agilmente já me descolava para o outro lado enquanto visualizava em câmera lenta o ataque do gigante, realmente meu olhar perfeito de Senhor do Tempo é algo especial. Cravei minha espada me suas costas na esperança que com esse golpe poderoso e falta, aliado ao poder da minha lâmina, esse ser seria derrotado e consequentemente sua essência absorvida pelo Véu do Tártaro.

Caso eu mate o monstro, pretendo me aproximar da menina já com minhas armas guardadas dizendo:
- Sou irmão de sua mãe, vim lhe proteger e também a essa cidade, me chamo Arthur, e você?

OBS: ABSORVER A ESSÊNCIA DO CICLOPE, POR FAVOR, COLOQUE ABAIXO DA FICHA POR FAVOR JUNTO COM AS OUTRAS ESSÊNCIAS, SE QUSIER EU POSSO ATUALIZAR, BASTA PERMITIR. PODER DO VÉU DO TÁRTARO.


Código:
Ψ Véu do tártaro -> É uma lente de contato sem grau e nem cor, porém quando alguém morre ao invés de passar pelo tártaro você pode absorver seus poderes e suas qualidades, enquanto esta sendo usada seus olhos ficam em um preto deslumbrante. Apenas você pode tocar se outro alguém tocar sua essência vai para a lente
Código:
Nível 20
• Habilidades com espadas III – maneja espadas com facilidade, conseguindo realizar movimentos com grande grau de dificuldade.

Nível 60
• Visão Detalhada (avançada) – Você pode ver objetos que estejam a até 1000 km/h nos seus mínimos detalhes.
itens levados:
♠ Aegis 2.0= Escudo feito de ouro imperial com a medusa entalhada em alto relevo com os olhos fechados. Além de indestrutível e invulnerável, quando o olho se abre pode transformar em pedra, por dois posts, aquele que olhar (duas vezes por missão). Vira um bracelete de ouro. [By: Mac]

Espada Aura de Safira: uma espada de lâmina azulada feita de um cristal raríssimo; sua lâmina emana uma luz esbranquiçada representando a pureza, assim ela se torna letal contra qualquer um com o coração negro, seja mortal, semideus ou monstro. Sempre estará onde o dono quiser.( Vira um anel do mesmo cristal da lâmina)

Ψ Arco da perfeição -> Um arco dourado feito de ouro imperial que aparece quando meu filho quer, ele é encantado e suas flechas são infinitas é só ele pensar na flecha que quiser (mesmo encantada) e ela aparece no arco, impossível desviar delas pois agem na velocidade da luz.

Ψ Véu do tártaro -> É uma lente de contato sem grau e nem cor, porém quando alguém morre ao invés de passar pelo tártaro você pode absorver seus poderes e suas qualidades, enquanto esta sendo usada seus olhos ficam em um preto deslumbrante. Apenas você pode tocar se outro alguém tocar sua essência vai para a lente

Armadura do Espaço-Tempo: Uma armadura completa feita de Oricalco com detalhes em Bronze, amplia a velocidade do usuário graças ao controle temporal gerado por ela. Leve, não atrapalha nos movimentos.[INDESTRUTÍVEL](by:Chronos) [item obrigatorio]


Última edição por Arthur Stark em Qua Nov 27, 2013 2:51 pm, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Qua Nov 27, 2013 7:40 am


Help! I need somebody!
Não demorou muito até que a criatura virasse pó. Arthur aproximou-se de minha pequenina, acolhendo-a e protegendo-a. Meus olhos lacrimejaram, por quê não poderia ser eu ali, cuidando dela? Se não fosse essa prisão eterna que me faz refém nesta vasta escuridão... enfim, eu tinha que mandar algo para ajudá-los mas estava bloqueada de qualquer magia que pudesse fazer.

Senti meu coração palpitar quando o bando com cinco empousai sai detrás de algum lugar desconhecido. A líder delas, que se apresentou como Anna, caminhou com os olhos fixos em Stark. Em sua mão, trazia uma longa espada dourada e, eu podia afirmar, ela obviamente feria semideuses e humanos:

- Vejam só! A pirralha arrumou um amiguinho... ou deveria dizer amigão? - ela passou os dedos pelo queixo do garoto, suas pernas faziam um barulho estranho quando tocavam o chão. O cheiro de bode molhado irrompia as narinas de qualquer um. - Ah, mas ele é bonito demais, não é, garotas? - e lançou um olhar furtivo para as demais, que concordaram sem hesitar.

- Cuidado com elas - disse a pequena garotinha - elas tentaram me matar, e vão fazer isso com você também - tinha lágrimas nos olhos

- Ora, não acredite nela, gato - Anna revidou - nós só não gostamos de meninas intrometidas que um dia possam vir a roubar nossos futuros maridos - e sorriu, maliciosamente.

Se ele se deixasse ser hipnotizado... bom, não iria dar muito certo.

Regras:
*Você tem 24 horas para postar aqui.
*Leve em conta coerência e ortografia.
*Poderes até o level 81.
*Lute com as empousai. Não vou impor limites, apenas seja coerente.
*Proteja a pequena.

~Parabéns por ter matado o ciclope!

Boa Sorte!
"LEGENDA"
NARRAÇÃO  - FALA 1 - FALA 2 - FALA 3 - PENSAMENTO
@Lilah

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Qua Nov 27, 2013 2:50 pm

Depois que derrotei o ciclope eu voltei minha atenção para menina ferida, ia lhe curar quando um grupo de monstros surgiu, pelo cheiro de bode velho e barulho de metal rangendo, antes de me virar percebi serem empousai, mas eram cinco delas o que lhes dava alguma vantagem. Coloquei a mão sobre o ombro da criança para ela entender que eu estava com ela e ao seu lado, depois observei a espada na mão daquela que tomava frente e se aproximava.
- Como é seu nome?- Perguntei a ela.
- Anna.
-Vejam só! A pirralha arranjou um amiguinho... ou deveria dizer um amigão?- Disse aquele monstro se aproximando e tocando meu queixo com os dedos, segurei meus reflexos de lhe dar um choque e lhe matar ali mesmo, por que eu poderia não ser rápido o suficiente para defender a menina das outras quatro, estava ainda pensando um modo de proteger a criança.

- Ah, mas ele é bonito demais, não é garotas?- Ela falou fitando as outras, que concordaram coma cabeça, logo ela tinha algum respeito das outras vampiras e servas de Hécate. Eu já sabia que seu plano era me hipnotizar, mas como tenho um bloqueio a esse tipo de magia eu resolvi entrar um pouco na brincadeira, porém também forçando um certo charme de filho de Zeus, para ajudar. Dei uma piscadela para ela enquanto respondia seu comentário.
- Obrigado, você também é linda...

Nesse momento a pequena semideusa apertou meu braço para chamar minha atenção, pude ver o medo em seus olhos, eu queria lhe contar que sabia dos perigos das mulheres, mas não podia, talvez ela estivesse com medo de que eu caísse nas garras daqueles seres horrendos e ela ficasse sozinha, sinceramente eu senti culpa pelo que estava fazendo.
-Cuidado cm elas, elas tentaram me matar e vão fazer isso com você também.
-Ora, não acredite nela, gato, nós só não gostamos de meninas intrometidas que um dia possam vir a roubar nossos futuros maridos- Disse a empousa se aproximando cada vez mais, como quem daria um beijo e eu sabia que seu plano era cravar sua espada em meu peito. Para seu azar eu já sabia uma forma de lutar sem me preocupar tanto com a minha protegida, e a empousa cometeu o breve erro de fitar diretamente meus olhos, os quais agora eram amarelos por total e com fendas negras como de uma serpente, o basilisco. Graças ao poder do véu do tártaro quem olhasse para meus olhos diretamente seriam enfeitiçados a ficarem paralisados, mas ainda pude dizer.
-Não ligue para menina, ninguém vai me tirar de vocês...

Aproximei meu corpo do corpo paralisado dela enquanto suas amigas achavam que ela estava no controle, mas o corpo parado dela estava em meus braços. Meu anel de cristal virou uma espada que atravessou o corpo do ser o fazendo virar pó, fiquei em posição de batalha e para assustar em primeiro momento as outras empousai, abri meu escudo com a medusa gravada na face que as fizeram hesitar por um breve momento, suficiente para eu falar com a menina minha nova amiga:
- Não se mova e confie em mim.

Enquanto eu via um sorriso leve de satisfação da menina, uma barreira azulada em forma de cúpula feita de energia primordial se moldou ao redor da menina, aquilo desintegraria qualquer que a tocasse pela parte de fora, protegendo minha amiga. As empousai saltaram contra mim assim que virei meu corpo, descrevi um arco da espada que desintegrou umas delas e a outra tola atacou a proteção da filha de Perséfone que conteve o impacto e desintegrou-a ao mesmo tempo, contudo as outras duas me jogaram contra o chão.

Perdi minha espada e senti uma delas cravar os dentes em meu ombro, uma brecha aberta na proteção negra da armadura do tártaro enquanto a outra que apenas arranhou minha coxa, sentia dores na barriga pela forte pesada que lhe dei quando caímos, lhe jogando longe. Mesmo como sangue escorrendo devagar do meu corpo e a dor das presas dela, levantei a segurando pela cintura e lhe abraçando com toda minha força, na verdade com força igual ao meu irmão Hércules lhe quebrando os ossos das costas enquanto uma dolorosa corrente elétrica percorria seu corpo a partir dos seus dentes.

Larguei a mulher cair no chão morta e se desfazendo em poeira, a última das guerreiras vampiras avançou com bravura, mas defendi usando meu escudo e depois o brandi contra a barriga dela usando a borda ao mesmo tempo que aproveitava a força superior e lhe socava com tudo no rosto. Ela ficou tonta tentando me agarrar ou cortar com as garras, mas como já mencionei eu vejo as coisas praticamente em slow motion e desviei com facilidade, passei uma rasteira nela e bati com tudo a borda do escudo no seu pescoço lhe decapitando, somente via poeira subir.

A barreira de energia primordial se desfez enquanto eu pegava minha espada de volta, pude ver a menina correr os olhos ao redor procurando algum outro mal, mas depois que eu guardei minhas armas em suas formas passivas, peguei a menina no colo e ela não hesitou, apenas jogou os braços no meu pescoço enquanto eu lhe apertava num abraço:
- Eu disse que poda confiar em mim princesa- Disse para lhe deixar mais confortável.- Agora você precisa contar ao tio Arthur, seu nome e onde estão os outros monstros.




Código:
Benção de Calíope: Habilidade das Musas dadas pela Deusa Calíope

Essência do Basilisco: Permite que se possa hipnotizar aquele que olhar diretamente aos olhos, paralisando os movimentos.

Level 15 – Imunidade a feitiços e hipnose – Você não será afetado por feitiços nem hipnoses
Nível 3
- Charme: Os filhos de Zeus podem falar com maior facilidade com o sexo oposto, por que o pai tem essa facilidade.
Nível 56
• Energia Primordial II – Agora seu controle sobre a energia é maior, podendo criar armas e escudos.
Nível 26
- Força de Hércules: Meu filho pode usar a força de seu irmão mais forte de todos por uma rodada.
Nível 16
-Corrente elétrica dolorosa: Agora meu filho causa maior dor com a corrente elétrica que corre pelo seu corpo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Sex Nov 29, 2013 8:02 pm


Help! I need somebody!
- Catarina - disse a garotinha - me chamo Catarina - sua voz não era mais que um sussurro. Ouviu-se um silêncio e então ela prosseguiu. - Eu não sei, eles vem de todos os lados. Por que eu vejo essas coisas e as outras meninas não? - disse chorando - Eu não quero ser diferente, quero ser igual.

Nenhuma movimentação estranha por ali. Apenas o barulho do vento. Stark segurou a menina em seus braços, enquanto ela dava algumas direções sobre o abrigo aonde vivia. Dizia que tudo começou ali, com a tia do refeitório, que havia lhe entregue um colar com uma pedra estranha pendurada, mas Catarina achou suspeito e o jogou fora, desde então, as criaturas tem ficado mais e mais frequentes.

Agora ele tinha que achar a droga do medalhão para acabar de uma vez por todas com o monstro, afinal, não importa quantas vezes eles morressem, sempre iriam voltar.

Bom, mas ele não poderia sair dali enquanto o manticore estivesse os encarando com olhos sedentos.

Regras:
*Você tem 48 horas para postar aqui.
*Leve em conta coerência e ortografia.
*Poderes até o level 81.
*Lembre-se, coerência acima de tudo
*Proteja a pequena.


Boa Sorte!
"LEGENDA"
NARRAÇÃO  - FALA 1 - FALA 2 - FALA 3 - PENSAMENTO
@Lilah

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Sex Nov 29, 2013 9:03 pm

- Catarina, me chamo Catarina- Respondeu a menina a minha pergunta enquanto eu fitava ao redor, caminhávamos lentamente pelo beco indo de volta a rua.- Eu não sei, eles vem de todos os lados. Por que eu vejo essas coisas e as outras meninas não?- Eu não quero ser diferente, quero ser igual.

Limpo as lágrimas dos olhos dela e forço um sorriso, por dentro eu pensava em como era duro ser um semideus fora do acampamento, ainda mais uma criança de sete anos. Mexo nos cabelos dela com cuidado enquanto seguias a direções que ela dava:
- Ser igual é relativo, você vê o que eu vejo, somos iguais lindinha, vou levar você para o lugar onde será igual outras meninas. Como começaram esses monstros?
- Desde que uma senhora do refeitório me deu um colar, eu joguei fora quando cheguei em casa, mas ai as criaturas começaram a aparecer.
- Então me leve até sua casa.

Quando viramos uma esquina, percebi que não estava apenas com a menina, um ser horrendo e conhecido me observava. Senti os restos do veneno que nunca deixaram uma ferida do dia em que cheguei ao acampamento, o Manticore ferira este lugar com sue ferrão e agora ele estava movendo sua cauda por cima do corpo enquanto me observava. Dei um breve sorriso colocando a Catarina.
- Olá manticore... preciso apenas passar, será mais fácil para você...

Digo preparando meu corpo para projetar uma nova barreira de energia primordial ao redor da menina se o ser usasse seus ferrões, já que posso observar coisas na velocidade similar a luz, ainda sim passava o dedo no anel de safira enquanto colocava o braço esquerdo logo a frente da Catarina para lhe manter afastada daquela fera medonha

Código:
OBS: Acho que não é para eu matar o monstro agora, por isso apenas preparei uma defesa.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Ter Dez 03, 2013 7:22 pm

O manticore não esperou um segundo sequer para atacar. Ele balançava sua cauda para todos os lados, sempre com um sorriso irônico na face. O garoto tinha que atacar o mais rápido possível. Antes que fosse tarde demais.

*Mesmas regras de antes
*Pode matá-lo
*Desculpe, estou sem criatividade.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Ter Dez 03, 2013 7:41 pm

Para meu azar o golpe do manticore realmente viria, eu sabia que não tardaria tanto, deu tempo de fazer uma nova cúpula ao redor da filha de Perséfone enquanto eu desaparecia no ar vendo o espinho do monstro rasgar o ar onde eu estava antes. Surgi log atrás do ser e meu anel de safira já era uma poderosa espada, a qual usei para descrever um arco que quase cortou fora o ferrão daquele bicho.

Com agilidade ele saltou de lado e girou o corpo com a agilidade de um felino, abri meu escudo Aegis 2.0 e graças a minha visão detalhada pude ver mais ou menos seu projétil lançado. No puro reflexo eu defendi o golpe com meu escudo, rolei no chão me ataquei com uma estocada rápida na direção do inimigo. Ele bateu com sua pata na minha reta, jogou-me no chão e tentou mordeu meu pescoço saltando sobre mim, mas joguei o corpo pesado daquele ser de lado e rolei no chão enquanto ele girava sua cauda novamente, mas dessa vez eu estava perto o suficiente para cortar aquela sua arma mortal.

Enquanto o sangue escorria pelo que restou de sua cauda eu atacava com diferentes cortes, ferindo sua pele ao mesmo tempo em que o monstro tentava se defender, mas sem sua arma mais poderosa era um mero leão comum. Por fim cravei a espada em seu corpo o desfazendo em poeira. Guardei minhas armas desfazendo a cúpula da menina, abro os braços e falo:
- Agora vamos para sua casa.


Código:
Nível 53
• Cúpula Temporal – cria um escudo em forma de esfera ao seu redor, que redireciona todos os ataques recebidos para outra dimensão.

•Jumper - Você pode se teleportar para qualquer lugar no mundo, desde que tenha uma imagem dele, tanto em fotografia quanto em memória. Ao olhar a imagem você também pode ver como se estivesse lá, deixa um rastro de energia.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Convidado em Ter Dez 10, 2013 7:32 pm

MISSÃO CANCELADA.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Poseidon em Qui Jan 02, 2014 1:29 pm

Tópico bloqueado e levado ao Tártaro!

------------------------------------- PercyJackson -------------------------------------

credits @
avatar
Poseidon
Deuses Maiores
Deuses Maiores

Mensagens : 236
Data de inscrição : 04/12/2013
Localização : No mar

Ficha do personagem
Level: Infinito
Energia:
99999999999999999/99999999999999999  (99999999999999999/99999999999999999)
HP:
99999999999999999/99999999999999999  (99999999999999999/99999999999999999)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Help! I need somebody! [Missão narrada para Arthur Stark]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum